Luxemburgo rebate críticas e pede apoio da torcida do Palmeiras: “O pessimismo fica com a imprensa”

Luxemburgo falou sobre as dificuldades encontradas na partida contra o Santo André, e garantiu que não tem nenhum problema para usar os garotos da base

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/Palmeiras

Vanderlei Luxemburgo mandou um recado para a torcida do Palmeiras às vésperas da semifinal do Campeonato Paulista, quando a equipe alviverde enfrenta a Ponte Preta em busca de uma vaga na decisão do estadual. Em entrevista à TV Palmeiras, no YouTube, o treinador destacou o trabalho que está sendo feito no clube e voltou a pedir o apoio e boas energias durante os jogos, mesmo que as partidas sejam disputadas com portões fechados.

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

“O torcedor sempre foi muito exigente, eu trabalho aqui há muito tempo e sei bem como é. Só quero que entendam que estamos fazendo o máximo para vocês. A proposta de trabalho do Palmeiras esse ano é essa. O Palmeiras está passando por uma remodelação. Não é uma mudança de filosofia. É um processo que está sendo remodelado, e claro que isso leva um pouco de tempo e é um pouco mais complicado de ser feito. Nós chegamos a uma fase de semifinal agora, e nós contamos com o apoio e essa energia positiva de vocês do lado de fora. O pessimismo e a crítica ficam com a imprensa, e a gente respeita, faz parte. Agora o torcedor pode acreditar que nós estamos fazendo melhor. Estamos preparados para essa dificuldade. Nós temos um elenco hoje, o time ideal não depende do técnico, depende dos jogadores e isso vai ser encontrado naturalmente. Acreditem que temos condições. Somos Palmeiras! Somos fortes e estamos querendo”, disse Luxemburgo.

O treinador ainda falou sobre a utilização dos garotos da base, e garantiu que não tem nenhum problema em colocá-los para jogar. “Vou colocar os meninos pra jogar. Não tenho problema pra colocar. São meninos de 20 anos, tem um que já é pai. E aí? Que se virem para jogar! Se o moleque joga bem no sub-20, e o sub-20 do Palmeiras vem ganhando tudo, por que não jogar? Eu vou usar o elenco do Palmeiras. Apoiem e aceitem quem jogar. Quem entrar vai honrar a camisa.”

Luxa também ‘minimizou’ as críticas pela atuação da equipe na vitória por 2 a 0 contra o Santo André, em jogo válido pelas quartas de final. “As pessoas falaram muito do jogo contra o Santo André, da dificuldade que nós tivemos para ganhar do Santo André, mesmo jogando em casa. Mas as pessoas esquecem um pouco das coisas que acontecem no futebol. Antes da pandemia, o Santo André foi o primeiro colocado geral e invicto durante muito tempo. Era a equipe menor que mais as pessoas mais falavam que jogava melhor na competição. Veio a pandemia, obviamente veio a parada.”

“O nosso time estava em uma crescente, com a mudança de formação da equipe, com o Dudu jogando mais por trás, criando uma situação diferente para equipe. Veio a pandemia e mudou-se algumas coisas. Foram 120 dias parados sem fazer absolutamente parado, sem fazer nada de bola. E durante três semanas nós tivemos que focar na parte física”, completou.

LEIA MAIS:
Paulo Nobre cita ‘maldição do quitandeiro’ e provoca São Paulo após eliminação: “Engole o sol de bananas”
Marcos questiona Casagrande por criticar Marcelinho após encontro com Bolsonaro: “Que democracia é essa?”