MP do Paraguai pede multa milionária para Ronaldinho e irmão, diz revista

Revista Época divulgou que possível acordo de Ronaldinho e seu irmão com o MP do Paraguai gira em torno de US$ 200 (R$ 1 milhão)

Eduardo Suguiyama
Eduardo Suguiyama é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado).

Crédito: Divulgação /ABC Color

Preso no Paraguai desde do dia 6 de março de 2020, Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Roberto Assis, estão próximos de conseguir a liberdade, mas a saída do pais vizinho deverá custar uma bolada para o bolso dos irmãos, isso porque segundo o site da revista Época o Ministério Público do Paraguai pede cerca de US$ 200 de multa em reparação ao crime.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

https://www.facebook.com/TorcedoresOficial

Conheça a Bet4Plus e experimente fazer uma aposta esportiva grátis, sem necessidade de depósito

Após cinco meses, Ronaldinho Gaúcho deve ser solto no Paraguai, o juiz responsável pelo caso, Gustavo Amarilla, já marcou a data da audiência para aceitar (ou não) os termos do acordo: dia 24 de agosto.

E segundo a revista Época, o acordo giraria em torno do valor de US$ 200 mil, sendo que US$ 90 mil referente a Ronaldinho Gaúcho e US$ 110 mil a Assis. Convertendo para o real na data de hoje, o valor total estaria próximo a casa de R$ 1 milhão.

O acordo proposto pelo MP do Paraguai daria a suspensão do processo com o pagamento da multa e o valor seria em caráter de reparação de danos.

Ainda segundo a revista, o valor pago pelos irmãos para ficarem em prisão domiciliar seria devolvido, ou seja, R$ 8,3 milhões.

LEIA MAIS: