No retorno do Brasileirão e do Flamengo à Globo, derrota rubro-negra marca audiência ambígua no Rio

Números foram fortes na comparação com a audiência do canal nas últimas semanas, mas medianos frente ao histórico de jogos do Flamengo. Parte da audiência tradicional do futebol na TV pode ainda não ter retornado

Vinicius Paiva
Economista com passagem pelo Globoesporte e contribuição ao Yahoo. Autor do antigo Blog Teoria dos Jogos. Tem como pauta números, cifras e audiências televisivas.

Crédito: Crédito: @Flamengo

Crédito: @Flamengo

Após um longo e tenebroso inverno na relação entre Flamengo e Rede Globo – com briga judicial e litígio entra as partes, por conta dos direitos de televisionamento do Campeonato Carioca – a tarde de ontem aparentou ares de normalidade em um domingo no Brasil. Ou quase, já que a derrota rubro-negra para o Atlético-MG, na estreia do Brasileirão, do técnico Doménec Torrent e em pleno Maracanã, surpreendeu muito entendido de futebol.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Siga o Torcedores também no Instagram

Detentora dos direitos do Flamengo no nacional, diferente do que aconteceu no estadual do Rio, a Globo transmitiu o jogo para todo o Brasil e marcou 21 pontos com 48% de participação na capital fluminense. Trata-se de uma pontuação absoluta inferior ao que costuma marcar o Rubro-Negro na cidade. Um olhar acurado para o share, entretanto, permite conclusões distintas. Os 48% de aparelhos ligados na emissora constituem excelente número, apontando para o fato de que havia menor quantidade de televisores ligados na tarde de futebol. Uma possibilidade é que partidas sem público no estádio afaste uma parte menos “devota” de espectadores, geralmente mais atraídos pelo apelo do espetáculo do que times em si.

Os destaques da partida reforçam que os números foram, de fato, bons dentro deste “novo normal”. Além de ter sido recorde do futebol aos domingos no horário de 16h (em 2020), foram nada menos que oito pontos de audiência e 21 pontos de participação acima da média da faixa nos quatro domingos anteriores no Rio de Janeiro.

Suspensa por conta de um surto de coronavírus entre jogadores esmeraldinos, a partida entre Goiás e São Paulo abriu margem para que Flamengo x Atlético-MG fosse veiculado também para São Paulo. Na capital paulista, a derrota rubro-negra atingiu 16 pontos com 34%, pouco abaixo da metade dos 35 pontos com 60% proporcionados pela decisão do Campeonato Paulista (Palmeiras x Corinthians) transmitido na véspera.

LEIA MAIS:

Título do Flamengo bate recordes, faz história no SBT, mas escancara dificuldades ao confrontar a cultura de se assistir à Globo