Branco, Deco, Carlos Alberto, Thiago Silva: Relembre 10 jogadores que defenderam Fluminense e Porto

Revelado pelo Fluminense, Evanílson é o novo reforço do Porto para a temporada 2020/2021

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação /Porto e Fluminense

Atuar na Europa é o desejo de qualquer jogador profissional de futebol. Mas alguns acabam realizando este sonho precocemente. É o caso do atacante Evanílson. A cria de Xerém, será a maior atração do Campeonato Português. Afinal, o jovem de 20 anos é a principal contratação do Porto para a temporada 2020/2021.

Siga o Torcedores também no Instagram

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva

Fluminense e Porto, antes de mais nada, sempre tiveram um histórico de grandes nomes que já passaram pelos dois clubes. Afinal, o time azul e branco se tornou um grande importador de bons jogadores brasileiro. Alguns chegaram com status de promessas e foram fundamentais em conquistas importantes.

Branco, Carlos Alberto e Deco, só para exemplificar, se tornaram nomes lendários para os torcedores de Fluminense e Porto. Por outro lado, muitos nomes fracassaram durante o período que vestiram as duas camisas. Eles, inclusive, deixaram os clubes pela porta dos fundos.

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

Mas você lembra quem atuou por Fluminense e Porto? O Torcedores.com relembra como foi a passagem de alguns jogadores que vestiram as duas camisas nos últimos anos. A reportagem, antes de mais nada, levou em consideração a qualidade técnica, expectativa e participação em títulos. Mas todo ranking, é claro, foi feito para ser ‘cornetado’. Confira!

Alessandro Cambalhota

Revelado pelo Novorizontino, Alessandro teve rápida passagem pelo Fluminense em 2000. Ele retornou para o futebol brasileiro após defender o Porto e acertou com o Tricolor da Laranjeiras. O atacante, porém, deixou o clube após marcar apenas um gol em 18 partidas no Campeonato Brasileiro.

Branco

Campeão Brasileiro, ídolo da torcida tricolor, Branco defendeu por duas temporadas a camisa do Porto. Ele, nesse ínterim, venceu o Campeonato Português e a Supercopa de Portugal. O lateral ficou eternizado por ser um dos símbolos da Seleção Brasileira na conquista da Copa do Mundo de 1994.

Carlos Alberto

De 2003 a 2005, Carlos Alberto foi um dos grandes destaques do Porto, sendo considerado por muitos o grande craque do time nas conquistas do Mundial de Clubes e Liga dos Campeões da Europa. Ele venceu a Copa do Brasil de 20-7, mas acabou sendo negociado pelo Fluminense com o Werder Bremen, da Alemanha.

Carlos Eduardo

Carlos Eduardo integrou o elenco que ficou conhecido como ‘Time de Guerreiros’ que evitou o rebaixamento do Fluminense no Campeonato Brasileiro de 2009. Ao todo, ele disputou 11 jogos e marcou um gol. Na temporada seguinte se transferiu para o Estoril. Logo após, acertou com o Porto onde marcou seis gols em 40 jogos.

Cláudio Pitbull

Cláudio Mejolaro, o Pitbull, foi contratado pelo Porto após de destacar pelo Grêmio. Ele, porém, não conseguiu ‘morder’ as oportunidades que teve com a camisa azul e branca. Em, 2006, Cláudio Pitbull foi contratado pelo Fluminense onde também não deixou saudades.

Deco

Um dos maiores jogadores da história do futebol mundial, Deco é uma lenda viva no Porto e também fez parte do time que venceu a Liga dos Campeões da Europa na temporada 2003/2004. Ele se transferiu para o Fluminense em 2010. O luso-brasileiro venceu duas vezes o Campeonato Brasileiro.

Kelvin

O atacante surgiu no Paraná como grande revelação do futebol brasileiro. Kelvin, no entanto, disputou apenas 13 partidas e marcou um gol pelo Porto. Em 2019, o jogador teve passagem relâmpago pelo Fluminense. Foi dispensado pela diretoria após disputar somente uma partida.

Lino

Dorvalino Alves Maciel, o Lino, defendeu o Fluminense em 2005. Ele foi contratado para o lugar de Marcelo que foi negociado com o Real Madrid. O lateral, porém, não agradou a torcida tricolor e logo deixou o clube. Após deixar as Laranjeiras, o defensor se transferiu para o Porto onde também não deixou saudades.

Thiago Silva

Thiago Silva teve passagem apagada pelo Porto em 2005. O defensor sequer conseguiu atuar pelo time principal azul e branco. Com isso, ele foi dispensado do clube português. O Mito, porém, eternizou seu nome na galeria de craques do Fluminense após conquistar a Copa do Brasil de 2007.

Walter

Cria das divisões de base do Internacional, Walter não conseguiu vingar no Porto devido ao seu condicionamento físico. Ao todo, ele disputou 33 partias e marcou 16 gols. Posteriormente, o centroavante foi emprestado em sequência para oito clubes. Pelo Fluminense, o jogador marcou 9 gols em 40 partidas.

LEIA MAIS: