Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

O que esperar do Cincinnati Bengals na temporada da NFL 2020?

O Cincinnati Bengals conta com a escolha número 1 do draft, Joe Burrow. Mas resta saber se isso será necessário para trazer vitórias à franquia

Danilo Lacalle
Jornalista de formação, e atleta por opção. Especialista em esportes americanos e apaixonado por esportes radicais.

Crédito: Cincinnati Bengals/Divulgação

A temporada da NFL está de volta. E, em 2020, o Cincinnati Bengals permitiu que seus fãs criassem uma boa expectativa após tantos anos sem bons resultados. A primeira partida dos Bengals, neste ano, será contra o Los Angeles Chargers, às 17h05, no Paul Brown Stadium. E, pensando no fã do esporte, o Torcedores.com elaborou um guia completo de todas as 32 franquias que vão jogar em 2020. Aqui você confere tudo sobre o Cincinnati Bengals.

Você conhece o Big Play, programa de esportes americanos da TV Torcedores?
Siga o Torcedores também no Instagram

História

O Cincinnati Bengals é um time da AFC Norte que foi fundado em 1966 como um membro da extinta American Football League (AFL), pelo ex-treinador Paul Brown, que permaneceu como técnico principal do início até 1975. Após ser demitido do Cleveland Browns por Art Modell, dono do time na época, Paul Brown decidiu criar sua própria franquia da NFL.

Assim, em 1967 surgiu o Cincinnati Bengals. A equipe começou sua história na AFL e fez parte da união das duas ligas, em 1970. Apesar da experiência de Brown, os Bengals não corresponderam dentro de campo, não alcançando grandes conquistas em sua história, até então. Em 1981, após cinco temporadas sem ir aos playoffs, a equipe de Cincinnati conseguiu seu melhor desempenho e chegou ao Super Bowl. No entanto, o time comandando por Ken Anderson não foi páreo para Joe Montana e o San Francisco 49ers. Sete anos depois, em 1988, os Bengals foram novamente derrotados pelo 49ers em sua última aparição na final da NFL.

Após a morte de Paul Brown, em 1991, o controle da equipe foi herdado por seu filho, Mike Brown. Em 2011, Brown comprou ações da equipe de propriedade do co-fundador Austin Knowlton e agora é o proprietário majoritário dos Bengals. Depois da temporada de 1990, os Bengals passaram 14 anos sem ter um recorde de vitórias, nem ir aos playoffs. A equipe teve vários treinadores e várias de suas escolhas de draft não deram certo. Mike Brown foi classificado entre os piores proprietários de equipes em esportes profissionais americanos.

Desde os anos 2000, a sorte da equipe melhorou. Dois anos depois de se tornar treinador, Marvin Lewis fez com que os Bengals tivessem sua primeira temporada vitoriosa e o primeiro título de divisão em mais de uma década. Após trazerem o Quarterback Andy Dalton para a equipe, em 2011, os Bengals foram para os playoffs  em todas as temporadas até 2016. Atualmente, os Bengals ainda são uma das 12 equipes da NFL que não ganharam um Super Bowl. São, também, um dos 8 times da NFL que foram para pelo menos um Super Bowl e não venceram.

Ficha Técnica

Fundação: 1967

Estádio: Paul Brown Stadium (Cincinnati, Ohio) – Capacidade 65.515 espectadores

Títulos: Campeão da AFC em 1981 e 1988

O Cincinnati Bengals na temporada 2019

2019 foi a 50ª temporada do Cincinnati Bengals na NFL, a 52ª no geral e a primeira sob o comando do técnico Zac Taylor. “Superando” o recorde ruim de derrotas de 2018, em 2019 os Bengals começaram o campeonato perdendo 11 partidas consecutivas, a pior marca da franquia. Como resultado, conseguiram a primeira escolha geral do Draft 2020, escolhendo um Quarterback promissor que pode mudar a história da equipe: Joe Burrow.

Na última vez que tiveram a primeira escolha geral, draftaram o também Quaterback Carson Palmer. Quem chegou para a temporada 2020: Joe Burrow (QB), Maurice Smith (S), Tristan Vizcaino (K), Frederick Mauigoa (K), Kahlil McKenzie (DT) e renovaram com o WR A.J. Green.