Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Colby Covington recebe ligação de Donald Trump após vitória no UFC

Apoiador do presidente dos EUA, ‘Chaos’ venceu Tyron Woodley na luta principal do UFC deste final de semana

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Reprodução/Twitter Colby Covington

Colby Covington se recuperou da derrota para Kamaru Usman vencendo por nocaute técnico Tyron Woodley no sábado (19) pelo UFC Vegas 11. E ainda ganhou os parabéns de um fã bastante especial: Donald Trump.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o parabenizou por telefone enquanto ‘Chaos’ dava entrevista para a ESPN após o combate contra Woodley. Na conversa, o mandatário dos EUA declarou ‘ter orgulho do resultado’ e até mesmo encerrado prematuramente um comício de sua campanha pela reeleição apenas para vê-lo lutar.

“Você é um lutador incrível. Fez parecer essa luta ficar fácil. Não sei como você fez isso. Parabéns, essa era a luta que eu queria assistir. Estou orgulhoso de você. Sou um grande fã seu e estou orgulhoso”, declarou Trump na ligação.

“Estive fazendo um comício para 35 mil pessoas e eu disse a eles que eu queria ir embora para ver o Colby lutar. Apreciei que você lembrou de mim esta noite. Sou seu fã e você é meu fã”, completou.

Apoiador do presidente do EUA, Covington tem usado sua preferência por Trump para criar o ‘personagem’ que o levou a ser tornar um dos personagens mais polêmicos do UFC, especialmente nas provocações contra adversários de políticas do presidente, como é o caso de Woodley, partidário do Black Lives Matters.

Em 2018, quando ganhou o cinturão interino dos meio-médios, Covington visitou a Casa Branca e tirou foto com o presidente, cumprindo uma promessa de que traria para Trump o cinturão se o conquistasse.

LEIA MAIS

Charles do Bronx detona pesos-leves do UFC: “Vão continuar correndo?”

(Crédito da foto: Reprodução/Twitter Colby Covington)