Faixa-preta de jiu-jítsu, Lucas Pinheiro relata volta de eventos durante pandemia

Covid-19 cancelou diversos eventos de jiu-jítsu pelo mundo afora

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação

A pandemia do coronavírus causou uma onda de adiamentos e cancelamentos e mudanças em todos os esportes. Um dos mais atingidos foi o jiu-jítsu, que teve muitos eventos cancelados durante ano para tentar conter a disseminação da doença.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes
https://www.facebook.com/TorcedoresOficial

Por conta do próprio esporte ser fundamentado no contato físico, o jiu-jítsu sofreu bastante para tentar se adaptar ao panorama da doença. Agora, para setembro, vários eventos já estão sendo marcados para a retomada do esporte.

“Aos poucos, os eventos estão voltando. Ter me mudado para San Diego durante a pandemia foi importante para poder voltar treinar rápido e em alto nível. E estou muito motivado e confiante para essa maratona de eventos”, disse Lucas Pinheiro, faixa-preta da Atos Jiu-Jítsu.

O próprio Pinheiro teve também que mudar de rotina durante a pandemia. O lutador da academia de André Galvão decidiu deixar Dallas para se mudar para San Diego, onde fica a sede da equipe. Na visão do lutador, tal mudança foi essencial para seu futuro no jiu-jítsu.

“Essa pandemia acabou sendo uma oportunidade para que eu tomasse essa decisão, que tenho certeza que será importante para minha carreira. Aqui em San Diego, poderei fazer treinos mais duros e conseguir ficar mais focado na carreira de lutador. Estou bem animado com essa nova fase da minha carreira”, afirmou.

Já nesta semana, Lucas Pinheiro voltará a lutar no Fight to Win, lutando de quimono. Depois, no dia 27, lutará em Miami no Abu Dhabi Grand Slam. Já em outubro, disputará o Pan-Americano da IBJJF (International Brazilian Jiu-Jitsu Federation), também na Flórida.

LEIA MAIS

‘Patada’ em rival garante contrato no UFC a lutador e reação de Dana White