Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

11 nomes da história do Corinthians que os torcedores preferem esquecer

O Torcedores.com aproveita o aniversário de 110 anos do Corinthians e lista a escalação dos ‘perebas’ da história alvinegra

Diego Lucio Castro de Oliveira
Torcedor do Corinthians, amante de MMA e Pro-Wrestling, profissional de TI e futuro jornalista

Crédito: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Neste dia 1º de setembro, o Sport Clube Corinthians Paulista completa 110 anos de existência. História marcada por títulos, grandes jogadores e uma torcida apaixonada.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

 

Mas também tem aquela galera que jogou pelo clube, que a Fiel Torcida quer esquecer de qualquer jeito. Então, o Torcedores.com aproveita para listar a escalação com os 11 jogadores ‘esquecíveis’ da história do Corinthians.

Obs: Essa não é uma lista com os piores jogadores da história do Timão. E sim, aqueles jogadores de quem se esperava mais ou que comprometeram em algum momento histórico do clube.

11 nomes da história do Corinthians que os torcedores preferem esquecer

Johnny Herrera

Após a saída do também criticado Fábio Costa, o Corinthians foi ao mercado internacional, e trouxe um goleiro de seleção. Tratava-se do chileno Johnny Herrera. Mas excessivas falhas logo o tiraram do time, e o arqueiro ficou conhecido como um dos piores da história do clube.

Moacir

A lista de laterais-direitos que não deixaram saudades no Corinthians é enorme. Diego Macedo, Edson, Iran, Denis, e por aí vai. Mas escolhemos Moacir, pois além de não agradar a torcida, Moacir ‘comprometeu’ em um momento decisivo da história do Timão. O clube vivia seu centenário e vivia a expectativa de uma conquista inédita de Libertadores. Moacir por sua vez foi titular no mata-mata da competição contra o Flamengo, e cometeu um pênalti infantil que daria a vitória ao clube carioca. Posteriormente, o Corinthians seria eliminado, e Moacir ficaria marcado pelo lance.

Zelão

Chegou no fatídico 2007, e ao lado de Fábio Ferreira fez uma das melhores duplas da história do Corinthians… fora de campo, nas baladas e festas. Já dentro de campo, era um show de horrores, que resultou na queda do clube para a Série B.

Thiago Heleno

Com boa passagem pelo Cruzeiro, Thiago Heleno chegou com status de titular em 2010, mas cinco jogos e diversas falhas depois, foi devolvido ao clube mineiro. Um ano depois jogando pelo Palmeiras, se envolveu em briga com Leandro Castan, que o deixou no banco por um bom tempo na época de Corinthians.

Escudero

Apesar de ter feito parte de um elenco campeão, Escudero era o famoso ‘joga três, folga uma’, pois quase sempre levava cartão amarelo. As más línguas dizem que o lateral só foi contratado por ter feito um gol contra o Palmeiras,  na época em que atuava pelo Argentinos Jrs.

Cocito

Talvez não seja o pior volante da história do Corinthians, mas sua curta passagem foi marcada por seu jeito faltoso, e 14 jogos depois, se despediu do clube.

Ibson

Depois de passagens ruins no Santos e Flamengo, a diretoria resolveu apostar em Ibson na metade de 2013. Apenas 26 jogos e muitos passes errados depois, o meia foi vendido para o Bologna da Itália (Só Deus sabe como).

Defederico

Você já deve ter ouvido falar do ‘novo Messi’. Matias Defederico chegou ao Corinthians em 2009, para o lugar de Douglas, e o peso de ser o 10 do time, deve ter feito diferença na passagem do argentino pelo Brasil. Nem de longe, fez jus ao apelido, e em 2011 foi transferido do clube.

Guilherme

Chegou em 2016, após o desmanche que a China causou no Corinthians campeão brasileiro de 2015. Outro em que a camisa 10 pesou, e o ‘sono’ de Guilherme em campo, foi o que marcou sua passagem pelo clube alvinegro.

Paulo Nunes

Sim, ele foi campeão paulista de 2001. Mas imaginar Paulo Nunes com a camisa do Corinthians, é algo assustador de se pensar. Em 99 e 2000, o ‘Diabo Loiro’ foi um dos carrascos do Timão e ficou marcado por provocações extra-campo. O mundo girou rápido demais, e Paulo Nunes foi parar no clube de Parque São Jorge um ano depois. Deixou seus quatro golzinhos e logo foi transferido.

Alexandre Pato

Outro que talvez esteja longe da lista de piores da história do Corinthians. Mas seu custo-benefício faz com que seja o nome mais emblemático dessa lista. Pato chegou do Milan em 2013, por R$40 milhões, em meio à um time campeão mundial de clubes. Tinha tudo para dar certo, não é? Pois deu tudo errado. Pato não tem a cara do Corinthians, e seu jeito Pato de ser foi colocado à prova quando perdeu um pênalti de maneira bizonha contra o Grêmio na Copa do Brasil de 2013. Daí em diante, degringolou, e o atacante acabou virando moeda de troca com o São Paulo, pelo meia Jadson.

LEIA MAIS
Vídeo mostra Jô, do Corinthians, dando possível soco em zagueiro do São Paulo

As melhores notícias de esportes, direto para você