Morre aos 76 anos Rodolfo Fischer, ídolo de Botafogo e San Lorenzo

Jogador estrangeiro a vestir mais vezes camisa do Fogão, faleceu nesta sexta-feira (16)

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Reprodução/Twitter Oficial Botafogo

O futebol brasileiro e argentino está em luto. Nesta sexta-feira, foi anunciado o falecimento do ex-atacante Rodolfo Fischer, que fez história vestindo as camisas de Botafogo e San Lorenzo nas décadas de 1960 e 1970. Ele tinha 76 anos.

As causas da morte do ex-jogador não foram reveladas. Fischer brilhou pelo Fogão e pelo Ciclón, com sua morte sendo lembrada pelos dois times que fez mais história em sua carreira no futebok.

Com a camisa do Botafogo, ‘El Lobo’ atuou por 180 partidas, se tornando o atleta estrangeiro a mais vezes ter atuado pelo Fogão, entre os anos de 1972 e 1976. Pela equipe alvinegra, o atacante argentino foi vice-campeão brasileiro em 1972 e fez parte de formações histórica ao lado de craques como Jairzinho, Zequinha, Nei Conceição, Marinho Chagas, entre outros. E esteve no famoso 6 a 0 em cima do Flamengo, no Brasileirão daquele ano, no qual fez dois gols.

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

Foram duas passagens (1965 a 1972 e 1977 a 1978) de Fischer pelo San Lorenzo. Na primeira, foi um dos principais jogadores do time campeão argentino (Torneio Metropolitano) de 1968, conquistado de forma invicta, e também sendo artlheiro daquela temporada. Aquele time, chamado de ‘Los Matadores’, contava com jogadores como Buttice, Veira, Doria e Rendo, entre outros. E treinado pelo brasileiro Tim.

Pelo time de Almagro, Fischer também foi campeão do Metropolitano de 1972 e é o terceiro maior artilheiro da história do Ciclón, com 141 gols marcados. Além dos dois times, teve passagens pelo Vitória, Once Caldas-COL, Sarmiento e Belgrano, ambos da Argentina. Pela Albiceleste, Fischer atuou em 35 jogos e fez 12 gols.

LEIA MAIS

Projeto de Lei quer criação de liga de clubes no Brasil e dois jogos gratuitos do Brasileirão por rodada