Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Gabriel Jesus destaca importância de Neymar na Seleção: “é uma liderança”

Atacante do Manchester City está de volta à seleção brasileira após quase um ano

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 28 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.

Crédito: Lucas Figueiredo/CBF

Gabriel Jesus não defende a seleção brasileira há quase um ano. O último jogo do atacante pelo time canarinho ocorreu no dia 19 de novembro de 2019, quando o Brasil derrotou a Coreia do Sul por 3 a 0, em jogo amistoso.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

A eclosão da pandemia do coronavírus, além de contusões, afastaram Gabriel Jesus da equipe pentacampeã mundial. O cenário, entretanto, pode mudar em breve.

O Brasil encara a Venezuela nesta sexta-feira (13), às 21h30, no estádio Morumbi. O jogo é válido pela 3ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo 2022. Gabriel Jesus pode ser um dos escalados por Tite.

“A saudade está muito grande. Nunca escondi de ninguém o quanto eu gosto de defender a Seleção, de vestir essa camisa. Estava ansioso no dia da convocação, queria muito estar e voltar a jogar pela Seleção. Que bom que deu certo”, declarou Gabriel Jesus.

Em entrevista ao globoesporte, o jogador do Manchester City também falou sobre a concorrência por uma vaga no time titular.

“É sempre concorrida. Como falei, muitos bons jogadores em momentos diferentes. Sempre o melhor do melhor estará lá. Então não tem esse momento ou aquele mais concorrido. Quanto opções mais tiver, melhor para o Brasil”, prosseguiu.

“A gente tem muitos bons jogadores, todos em condição de jogar. Claro que eu espero sempre estar em campo, mas trabalho pra isso sempre e vou trabalhar lá, não posso pensar em histórico”, acrescentou.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Gabriel Jesus ainda destacou o relacionamento e a importância de Neymar ao time. “A gente se dá muito bem mesmo. O Neymar é uma liderança pra gente, também técnica, então todos nós nos damos bem”, disse.

“Acho que a última vez (que nos encontramos) foi na convocação em Singapura (em outubro de 2019), quando ele se lesionou. Vai ser bom rever ele e todo mundo”, finalizou Gabriel Jesus.

Leia também:

Neymar segue em tratamento e não participa do primeiro treino da seleção antes do jogo contra a Venezuela