Mas já? UFC quer Deiveson Figueiredo de volta ao octógono em dezembro

Brasileiro defendeu neste final de semana o cinturão dos moscas e poderá ter que defender de novo já em dezembro

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Deiveson Figueiredo não deverá ter tempo para curtir a vitória sobre Alex Perez neste final de semana pelo UFC 255, Segundo a ESPN americana, o Ultimate já negocia para o brasileiro fazer parte do UFC 256, dia 12 de dezembro, para defender novamente o cinturão.

O adversário seria Brandon Moreno, número 1 do ranking dos moscas e que também lutou no evento deste sábado (21) em Las Vegas, vencendo a Brandon Royval. Os dois lutadores já teriam um acordo verbal para o duelo e faltaria apenas a assinatura do contrato.

Caso a luta seja oficialmente confirmada, Deiveson pode quebrar um recorde dentro do Ultimate. O ‘Deus da Guerra’ seria o lutador com menos tempo entre lutas de defesa de cinturão, com apenas 21 dias separando a vitória do brasileiro sobre Perez do possível duelo contra Moreno.

Salvando o card?

No entanto, a escalação de Deiveson Figueiredo para o UFC 256 pode também ter servido para ‘salvar’ o evento. Segundo o RT Sports, Petr Yan, que faria a luta principal do card defendendo o cinturão dos galos contra Aljamain Sterling, deixou o evento por causa de uma lesão. E o duelo foi cancelado pela organização.

O card, que também perdeu recentemente Amanda Nunes x Megan Anderson, que disputariam o cinturão dos penas, ficaria sem um duelo de impacto. Caso a saída de Yan e a escalação do brasileiro aconteçam oficialmente, o ‘Deus da Guerra’ deve se tornar o ‘main event’ do card de dezembro.

LEIA MAIS

UFC 255: Deiveson e Valentina vencem e mantém cinturões

(Crédito da foto: Divulgação/Facebook Oficial UFC Brasil)