Médico da seleção rebate profissional do Flamengo sobre ‘pequena lesão’ de Pedro

Liberado pelo departamento médico para recuperar o condicionamento físico, Pedro segue em fase de transição, mas ainda sem data para voltar aos gramados

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Lucas Figueiredo / CBF

O médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, rebateu as declarações de Márcio Tannure, profissional que comanda o departamento médico do Flamengo, sobre a lesão do atacante Pedro, que foi cortado do segundo jogo das eliminatórias no último dia 17 devido a uma lesão muscular no adutor da coxa direita.

Em entrevista coletiva na última sexta-feira, Márcio Tannure contestou o diagnóstico feito pela seleção, de que Pedro havia sofrido uma ‘pequena lesão’ durante o período em que esteve convocado. “Essa questão da comunicação é importante. Eles notificaram que (o Pedro) teve uma lesão leve. Eles quem? Ele teve lesão grau 2, não é leve. Músculo adutor. Estamos trabalhando para estar pronto na terça-feira. Não teve lesão leve”, disse o médico do clube carioca.

Ao ESPN, Rodrigo Lasmar manteve o diagnóstico feito na seleção e rebateu a declaração de Tannure. “O departamento médico da Seleção Brasileira sustenta a informação publicada no último dia 14 deste mês. Pedro foi diagnosticado com uma lesão muscular no adutor da coxa direita, uma lesão pequena conforme atestada no laudo da ressonância magnética realizada na mesma data, o que impossibilitava sua participação no restante do período Fifa”.

“Como é de praxe na relação Seleção Brasileira e clubes, quando há uma desconvocação motivada por lesão, a equipe é notificada pelo departamento médico. No caso do atacante Pedro, ocorreu um contato direto entre os médicos e seus exames foram enviados para os responsáveis do clube”, completou Rodrigo Lasmar.

LEIA MAIS:
Mercado da bola: Flamengo mira contratação de Balbuena, ex-Corinthians, para 2021

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes