Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Abel se irrita com críticas à qualidade dos rivais do Palmeiras e manda recado: “Detesto quando desrespeitam os adversários”

Abel Ferreira destacou que nunca havia treinado uma equipe com tanta qualidade como o Palmeiras, e ressaltou que há muito caminho pela frente

Danielle Barbosa
Jornalista. Escrevendo para o Torcedores desde 2014.

Crédito: Cesar Greco/Palmeiras

O técnico Abel Ferreira demonstrou incômodo ao ser questionado sobre a qualidade dos adversários do Palmeiras na Libertadores, considerando que a equipe não enfrentou nenhum time campeão até o momento. Em entrevista coletiva após a vitória por 3 a 0 sobre o Libertad e a classificação para às semifinais da competição, o português destacou a competência e seriedade da equipe.

“Se os adversários chegaram até aqui, é porque têm qualidade. Eu detesto quando desrespeitam adversários. Temos que respeitar 100% os adversários. Como grande equipe que somos, assumimos a responsabilidade pra ganhar. Mas que não achem que os jogos que fazemos são fáceis. Minha equipe foi competente, séria, perante um adversário que tem todo mérito de chegar até aqui. Não vou entrar nessa onda porque todos os jogos são difíceis. Quando falam isso há sempre a tendência de relaxar. Foi mais um passo, ainda não ganhamos nada, há muito caminho pela frente, nós vamos olhar pra dentro e seguir controlados”, disse Abel Ferreira.

Questionado se o Palmeiras ainda precisa evoluir para conquistar a Libertadores, o treinador português avaliou. “Nós não pensamos dessa forma. O nosso grande adversário está dentro de cada um de nós, é o grande desafio que passo para os jogadores. Nós temos que ter convicção e trabalhar a cada dia para sermos individualmente melhores. Se eu melhorar meu lateral, meu meia, meu centroavante, minha equipe vai ser melhor. É dentro disso que trabalhamos, melhorar todos os dias.”

“Depois temos nossos adversários, não jogamos sozinhos. Todos são competentes, têm os mesmos sonhos que nós, elencos bons, então a competição é grande. Mas para mim a maior competição é dentro de nós. Os jogadores estão focados nisso, felizmente os resultados têm aparecido. Às vezes jogamos bem e o resultado não vem, como contra o Goiás. Não vou mudar esse discurso até as pessoas ficarem cansadas de mim, minhas convicções são essas”, acrescentou.

OUTROS TRECHOS DA ENTREVISTA DE ABEL FERREIRA:

ELOGIOS AO ELENCO DO PALMEIRAS:

— Nunca treinei uma equipe com tanta qualidade como essa, com homens, jogadores que já ganharam títulos, sabem que para ganhar é preciso muito mais do que só ter bons jogadores, e estamos, aos pouquinhos, construindo esse espírito. Se constrói grandes equipes com grandes homens.

ZÉ RAFAEL NA RESERVA:

— É minha função enquanto treinador dar a certeza aos jogadores sobre o que eles têm que fazer dentro de campo, o resto é com eles. Hoje o Zé Rafael ficou de fora, e ele caiu um pouquinho de rendimento por minha culpa. Quando o jogador está tão bem o treinador é responsável, mas o Zé Rafael foi minha culpa a queda. O Zé teve um entorse. Nós temos muitas dificuldades em construir o meio-campo, e todos têm dado resposta. Eu precisava dele e meti, e meti, e meti (escalou). Se ele caiu um pouquinho nesses últimos jogos foi por minha culpa. Mas ele vai se recuperar, hoje nos deu segurança. Eu não penso só nos onze que escalo, tenho que pensar neles e nos que entram para poder mudar o resultado. Nisso os jogadores têm sido muito focado. Nosso meio tem sido o setor com mais alterações, mas falamos português, eles sabem o que precisam fazer. Eles são jogadores, nós damos as pistas, quem faz a diferença são eles. Quando você tem a mente aberta e coração quente, é muito mais fácil explicar o que você quer.

DEFESA:

— Para ganhar títulos, temos que ter a melhor defesa. É a história que diz. Muitas vezes falam na forma como atacamos, mas eu falo na forma como defendemos. É por aí que temos que andar, é o compromisso de correr pra frente a 100 km/h e pra trás a 200 km/h. Enquanto tivermos isso, estaremos mais próximos de ganhar.

LEIA MAIS:
Rony brilha na Libertadores e agradece torcida: “Nos apoia, nos xinga, mas fortalece”
Rei da Libertadores 2020? Rony vence prêmio de melhor em campo da Conmebol pela 3ª vez

As melhores notícias de esportes, direto para você

 

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes