Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Charles do Bronx pede title shot contra vencedor de McGregor x Dustin

Brasileiro faz luta dominante contra Tony Ferguson e chega a sua oitava vitória seguida no Ultimate

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Facebook UFC Brasil

Charles do Bronx deu mais um passo para se credenciar como desafiante ao cinturão dos leves do UFC ao bater Tony Ferguson neste final de semana no co-main event do UFC 256. E não há nada que o brasileiro queria após mais este triunfo do que lutar pelo título.

Mas isto depende do cenário da divisão, em que Dana White tenta convencer Khabib Nurmagomedov a desistir de sua aposentadoria para defender mais uma vez o título da categoria até 70kg. Mas do Bronx não vê o russo voltando atrás na promessa feita à família de não mais lutar. E fez a escolha pela luta certa para conquistar o título: Conor McGregor x Dustin Poirier, que será o main event do UFC 257 em janeiro.



“O Khabib jurou no túmulo do pai dele que não iria mais lutar. Quando um homem faz isso, é porque ele não vai voltar mais. O Justin Gaethje pode lutar contra qualquer outro. Por mim, eu quero enfrentar quem vier da luta do Conor com o Dustin”, disse o brasileiro.

“E eu não tenho preferência (sobre rival). Pode vir qualquer um, quero lutar pelo título, sempre foi o meu sonho e o da minha equipe. Claro que, seu lutar contra o Conor, coisas muito maiores do que a luta são envolvidas, como dinheiro, algo que numa luta com o Dustin não aconteceria. Mas, por mim, não tem diferença alguma”, completou Charles do Bronx.

LEIA MAIS


UFC 256: Em luta disputada, Deiveson Figueiredo e Brandon Moreno empatam

(Crédito da foto: Divulgação/Facebook UFC Brasil)