Demitido há uma semana, Quesada detona fusão Fox Sports e ESPN e pede ação do Governo

Comentarista não aceitou a demissão e criticou a fusão dos canais

Rogério Araujo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução

Leandro Quesada, jornalista e comentarista de futebol, criticou a decisão do Grupo Disney de fundir os canais Fox Sports e ESPN Brasil.

As declarações do jornalista acontece uma semana depois dele ser demitido. Quesada chamou a fusão de mentira e ainda cobrou ação do Governo brasileiro através do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). O órgão foi responsável por autorizar o negócio.

O jornalista foi contratado pelo Fox em 2016 e tinha renovado até 2022. No entanto, ele foi demitido recentemente.

“Eu não pensei realmente que essa gestão da Disney, que é uma gigante, fosse tão bagunçada, tão amadora, tão vil, que não levantou essa falta de conhecimento dos executivos da ESPN sobre as qualidades, histórico, as funções dos profissionais do Fox Sports. Foi um despreparo realmente gigantesco”, disse Quesada em entrevista ao site Uol Esporte.

“Não foi uma fusão, foi uma confusão. Não teve ressalva, observação nenhuma do Cade até agora, eu não vi o Cade se manifestar, que é o conselho que aprovou essa fusão. Primeiro aprova a fusão, cria diretrizes e regras para o processo, depois fica em silêncio com essas demissões em massa”, completou.

“Não passou de uma promessa enganosa, porque a concentração de poder dentro da fusão ficou apenas em uma rede. Era para ser Fox/ESPN nesse processo, que é o que disseram, mas no final das contas a cabeça que dominou e comandou tudo foi da ESPN. E aí a gente observa que os cortes dos profissionais foram radicalmente exagerados de um lado, do lado do Fox Sports”, afirmou ele. “Nos discursos era alimentado o mantra “o Grupo é uma única família”. Família desunida, só pode ser”, completou Quesada.

Segundo o site Uol Esporte, pelo menos 34 profissionais do Fox foram demitidos desde a fusão.

“Eu gostaria muito que o governo brasileiro desse uma espiada nesse processo. Esse processo de fusão foi uma mentira, eu estou cobrando o Cade. Não teve fair play nenhum nessa fusão, foi ‘na canela'”, disparou.

LEIA MAIS:

Árbitros de São São Paulo são os mais escalados pela CBF para os clássicos da Série A