Médico brasileiro é escolhido para alto cargo na FIA

Médico brasileiro Dino Altmann foi escolhido presidente da Comissão Médica da FIA

Carlos Lemes Jr
Colaborador do Torcedores.com.Jornalista formado, desde 2012, e no Torcedores, desde 2015. Matérias exclusivas pelo site publicadas nos portais IG, MSN e UOL.

Crédito: Dino Altmann (Reprodução/Youtube)

Se o Brasil não tem um representante regular nas pistas de F1, o País acaba de assumir um dos cargos mais importantes dos bastidores do automobilismo. Médico brasileiro, Dino Altmann foi escolhido como novo presidente da Comissão Médica da FIA. A escolha se deu na última quarta-feira, 16 de dezembro, em Paris.

“Foi uma honra. Antes de mim, os médicos que ocuparam esse cargo foram o Gérard Saillant e Sid Watkins, duas grandes referências”, avalia Altman. Ele substitui, justamente, o francês Saillant no cargo.

A carreira do médico está diretamente ligada ao GP brasileiro de Fórmula 1. Em 1990, ele ficou na ambulância durante a prova; no ano seguinte fez parte da equipe de extração (responsável pela retirada do piloto do cockpit em caso de acidente); em 92 ficou no centro médico e na equipe de atendimento de pista. Desde 2001 é diretor-médico do Grande Prêmio em Interlagos. Atualmente, Dino é vice-presidente da Comissão Médica, há três anos, e sua gestão na presidência começará em janeiro.

“A presidência da Comissão Médica não impedirá que eu permaneça como diretor-médico da prova de Interlagos quando estarei completando 20 anos nesse cargo. Tenho um grande carinho por esta função”, diz o profissional que está na Europa participando de reuniões e preparando-se para a nova missão.

Dino Altmann formou-se na Faculdade de Medicina de Jundiaí em 1982 e tem doutorado na especialidade de cirurgia pela Faculdade de Medicina da USP.

LEIA MAIS

Yuki Tsunoda é confirmado como piloto da Alpha Tauri em 2021