Neto critica Ceni e sugere Zidane e Guardiola para o cargo: “O Flamengo não é o Flamengo?”

Apresentador do ‘Os Donos da Bola’ detonou o desempenho de Rogério Ceni após a eliminação do Flamengo

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.

Foto: Neto

O treinador Rogério Ceni vem recebendo diversas críticas entre torcedores e parte da imprensa após a eliminação do Flamengo para o Racing pelas oitavas de final da Copa Libertadores, na última terça-feira (1). O comandante tem mais eliminações do que vitórias pelo time rubro-negro.


VEJA MAIS: 

SBT se salva com pênaltis do Flamengo, mas perde para novela no Rio de Janeiro
+ Sem Libertadores, Rede Globo estuda compra de nova competição para 2021
SBT quer investir no Palmeiras na Libertadores após “tragédia” com Flamengo


Nesta quarta-feira (2), o ex-jogador e apresentador Neto detonou o desempenho do treinador no Flamengo e disse que trocaria o comandante. “Eu mandaria (o Rogério Ceni embora). Estou falando por mim. Como dirigente, falaria que não deu certo, saiu de duas competições. (…) Eu contratei o cara, ele saiu da Copa do Brasil, saiu da Libertadores… Será que eu fiz o certo?”, afirmou.

Na sequência, o ex-goleiro Velloso questionou quem seria o escolhido para o lugar de Rogério Ceni. Neto respondeu: “Não interessa. Isso não é problema meu”, antes de sugerir duas estrelas do futebol mundial: “”Guardiola. Estou falando sério. Contrataria, vamos lá, o Zidane, está está saindo do Real Madrid. O Flamengo não é o Flamengo?”.

Ambos os treinadores escolhidos por Neto estão sendo criticados atualmente em suas equipes. Pep Guardiola renovou com o Manchester City até 2023, mas não vem após ser bicampeão da Premier League. Na Espanha, Zidane que está quase eliminado na fase de grupos do Real Madrid.

 

VEJA TAMBÉM:

+ Jorge Jesus usa passagem pelo Brasil como exemplo e diz: “Não sei o que é machismo”
+ Jornalista da FOX culpa Jorge Jesus por má fase do Flamengo: “Arrebentou com tudo”
+ Mauro Cezar responde Andrés Sanchez após provocação em derrota do Flamengo