Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Organizada do Atlético-MG dispara contra Sampaoli e manda recado na web

Diante do líder, Sampaoli voltou a escalar o Atlético com três zagueiros e surpreendeu com Calebe titular

Eder Bahúte
Jornalista e assessor de imprensa.

Crédito: Foto: Bruno Cantini/ Atlético

A Galoucura, principal torcida organizada do Atlético ficou irritada após a derrota da equipe por 3 a 0 nesta quarta-feira, no Estádio do Morumbi, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Logo após o apito final de Wilton Pereira Sampaio, uma nota foi publicada nas redes sociais.

Nela, a Galoucura reclama da falta de vontade dos jogadores, da não titularidade do goleiro Rafael e das ‘invenções’ do técnico Jorge Sampaoli na escalação. Hoje, o argentino surpreendeu ao iniciar com o jovem Calebe, normalmente reserva, e uma linha formada com três zagueiros.

Vimos um jogo pífio, jogadores sem raça, sem vontade. É inadmissível um time que quer ser campeão ter uma postura dessa em campo em um jogo tão importante. Lotamos o aeroporto para dar apoio aos jogadores e hoje tivemos esse jogo horrível como resposta – escreveu a uniformizada no Instagram.

Galoucura

– Quando a gente pediu a titularidade do goleiro Rafael fomos julgados por um monte, falando que estávamos querendo rachar o time. Será que estávamos errados? E o que falar da teimosia do técnico Sampaoli em querer inventar sempre? Hoje mostrou que realmente não quer ser campeão – completou.

Por fim, os torcedores avisam que jamais irão aceitar jogadores sem raça. “Aqui no Clube Atlético Mineiro a gente apoia, cobra, fiscaliza e não vamos aceitar jamais jogadores sem vontade de vencer!”.

Com a vitória, o São Paulo vai a 53 pontos e volta a abrir sete do Atlético-MG, que tem 46. O Flamengo, com um jogo a menos, tem 45, em terceiro, e é o único no momento que pode encostar mais no Tricolor ao final desta rodada

Abaixo a nota na íntegra

A mesma torcida que apoia, sabe o momento de cobrar também. Hoje vimos um jogo pífio, jogadores sem raça, sem vontade. É inadmissível um time que quer ser campeão ter uma postura dessa em campo em um jogo tão importante.

Nós sempre iremos fazer a nossa parte, em plena terça-feira lotamos o aeroporto para dar apoio aos jogadores e hoje tivemos esse jogo horrível como resposta.

Quando a gente pediu a titularidade do goleiro Rafael fomos julgados por um monte, falando que estávamos querendo rachar o time. Será que estávamos errados?

Sem falar nas recuadas de bola contínuas, time que quer ganhar joga é para frente. E o que falar da teimosia do técnico Sampaoli em querer inventar sempre? Hoje mostrou que realmente não quer ser campeão. Aqui no Clube Atlético Mineiro a gente apoia, cobra, fiscaliza e não vamos aceitar jamais jogadores sem vontade de vencer!

LEIA MAIS:

Novo presidente do Atlético-MG elogia mecenas, mas manda recado 

Novo presidente fala sobre Sampaoli, saídas e reforços para 2021