Felipe Melo titular? Abel Ferreira faz mistério antes de Palmeiras x Santos: “Jogador com experiência muito grande”

Treinador do Palmeiras não quis dar dicas sobre possível presença do volante no início do jogo

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Cesar Greco/Palmeiras

Em entrevista coletiva, Abel Ferreira falou sobre pontos relacionados ao grande momento da semana: a final da Libertadores. Sendo assim, Felipe Melo esteve entre os assuntos abordados pelo treinador do Palmeiras. Como o volante iniciou entre os titulares contra o Vasco, e não deu indícios de qualquer problema físico, sua presença contra o Santos passou a ser cogitada. Porém, o treinador optou pelo mistério, mas fez questão de elogiar o camisa 30 do Verdão.

“Tem sido honesto com a comunicação que tenho feito com vocês, é um jogador com uma experiência muito grande, vibração enorme, nos ajuda dentro e fora de campo. Amanhã vai poder nos ajudar. Se vai ser de inicio, cabe a mim decidir. Tudo o que depender de mim e dos treinador faremos”, declarou.

PRIVILÉGIO E ANSIEDADE

Além disso, Abel Ferreira ressaltou a honra de poder disputar uma final de Libertadores. Dessa forma, o técnico acredita que o Palmeiras irá contar com o apoio de Portugal no duelo, ressaltando sua ansiedade para o clássico.

Seu time maltrata seu coração? 

Deixa que o Clude cuida dele para você!

“É uma oportunidade única, uma honra estar aqui. O Maracanã significa o templo do futebol (…) É uma junção do talento, da sabedoria e da garra. Amanhã Portugal será do Palmeiras. É verdade que já houve um treinador que abriu portas para nós. Vai ser mistura, um português, um paraguaio, os brasileiros”

“Essa ansiedade é normal, comigo, com Tite, com Klopp, Mourinho, Messi, Ronaldo. É normal comigo, com o Cuca. Acho que a ansiedade está aí, né? Não muda nada. A gente está trabalhando, descansando bem, tratando de fazer um grande jogo. A ansiedade está aí, mas vamos desfrutar o momento. É um momento único, poucos jogadores conseguem jogar uma final de Libertadores. Tem pressão, ansiedade, mas a gente também trata de desfrutar o momento, o treino de hoje. Se um jogador que fala que não está ansioso é mentira. É normal”, completou.