Cirurgia de apêndice tira Bethe Correia de luta no UFC

Brasileira planejava ‘luta de despedida’ do Ultimate no próximo dia 16 contra chinesa

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Reproduçao/Instagram

Bethe Correia planejava fazer sua última luta pelo UFC no próximo dia 16, em Abu Dhabi, contra a chinesa Wu Yanan. Mas uma cirurgia de emergência a forçou a adiar os planos pelo futuro próximo.

Em relato no Instagram, a brasileira vivia a fase final de preparação antes da viagem para a ‘Ilha da Luta’ quando dores ‘insuportáveis’ a fizeram ir para um hospital de Campina Grande (PB). Nos exames, foi constatada uma apendicite aguda que a fez passar pela cirurgia, que foi bem sucedida.

“Deus sabe de todas as coisas… estava treinando forte e pronta para viajar, mas senti uma dor insuportável nesta madrugada e fui ao médico. Ele me disse que eu teria que passar por uma cirurgia de emergência, estava com apendicite aguda, em estado necrosado. Minha última dança e minha última luta para vocês terá de esperar um pouco”, escreveu a ‘Pitbull’ na rede social.

Agora, em fase de recuperação, Bethe Correia deverá descansar à espera de que possa voltar a treinar e a ser chamada pelo UFC para voltar a lutar e fazer sua despedida da organização que defende desde 2013, na qual chegou a ser desafiante do cinturão dos galos, sendo derrotada por Ronda Rousey.

LEIA MAIS

Brasileiro tem luta adiada no UFC por causa da Covid-19

Gafe? Twitter do UFC diz que luta de McGregor valerá cinturão dos leves