Comentaristas detonam Cuca por expulsão: “Trabalho brilhante, papelão na final”

O ex-jogador Grafite condenou a tentativa de “levar vantagem” de Cuca, e afirmou que quem acabou pagando o pato foi o Santos

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Ivan Storti/Santos FC

A expulsão de Cuca nos minutos finais da decisão da Copa Libertadores rendeu ao treinador críticas dos comentaristas do SporTV após o apito final e a conquista do título do Palmeiras com uma vitória por 1 a 0 em gol que saiu minutos depois da confusão envolvendo o comandante do Peixe.

“Se o Cuca não pega a bola quando não deveria ter pegado, o jogo teria ido para a prorrogação. Um trabalho brilhante do Cuca, um papelão na final, foi expulso, esticou o jogo, o Santos desconcentrou. E o Palmeiras, no cruzamento de um ponta pra outro, numa substituição do Abel Ferreira mudando a maneira de jogar, do Rony pro Breno, e do Breno pra história”, disse Alexandre Lozetti durante o Troca de Passes.

Paulo Cesar Vasconcellos também condenou a postura do treinador, mas afirmou que o lateral Marcos Rocha, envolvido no lance com Cuca, também merecia cartão vermelho.

Leitor torcedor cuida da saúde pagando pouco!

“O ambiente em campo está cada vez mais tóxico. O Cuca não tinha que pegar a bola, isso é atribuição do gandula. Eu teria punido o Cuca e o Marcos Rocha com o cartão vermelho. Essa ação do Cuca acrescentou mais uns minutos à partida e ainda desconcentrou o Santos. Não precisava, deixava a bola rolar”, avaliou PC.

“Não foi uma decisão acertada do Cuca. Esse vencer a qualquer custo, tentar levar vantagem faz com que tenhamos episódios como esses, e quem pagou o pato foi o Santos. Numa decisão com um jogo só, o medo de errar, de dar oportunidade ao adversário, tira o ímpeto de querer vencer e tentar algo diferente. Isso faltou às duas equipes”, disse o ex-jogador Grafite, também presente no programa.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes