Copa do Mundo 2022 pode ter trio de arbitragem feminino

Edina Alves Batista estará no Mundial de Clubes deste ano e é uma das arbitras cotadas para a Copa do Mundo de 2022

Eduardo Suguiyama
Eduardo Suguiyama é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado).

Crédito: Reprodução/FIFA

A Fifa divulgou nesta segunda-feira (4) o quadro de arbitragem do Mundial de Clubes de 2020, que será disputado neste ano no Catar, entre os dias 1º e 11º de fevereiro e a grande novidade é a presença da árbitra brasileira Edina Alves Batista, que irá comandar um dos trios de arbitragem. Segundo o UOL a presença da brasileira abre caminho para um trio de arbitragem feminino em um jogo da Copa do Mundo 2022.

A evolução do futebol feminino e a grande interação do público com a modalidade faz com que a Fifa queira promover ainda mais uma integração entre homens e mulheres no futebol e segundo o UOL, a intenção da entidade máxima do futebol é que já na próxima Copa do Mundo, um jogo seja comandado por um trio de arbitragem feminino. O assunto é tratato de perto pelo próprio presidente da entidade, Gianni Infantino.

Um dos passos para que isso aconteça foi a presença da árbitra brasileira Edina Alves Batista no Mundial de Clubes que se iniciará daqui um mês, além da ‘juíza’, duas auxiliares também estarão presentes na competição Neuza Back e a argentina Mariana de Almeida.

Árbitros brasileiros cotados para a Copa do Mundo 2022

Segundo a publicação do UOL, dois nomes são cotados para a Copa de 2022, Raphael Claus (SP) e Wilton Pereira Sampaio (GO). Em 2018, Sandro Meira Ricci representou a arbitragem brasileira no Mundial.

LEIA MAIS: