De olho no 1° Gre-Nal do ano, Edenilson quer quebrar jejum: “Cansado de dizer que a última vitória foi com meu gol”

Volante colorado Edenilson participou do programa Bem, Amigos!, do SporTV, nesta segunda-feira e projetou o Gre-Nal

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Site Inter

Há exatos 11 Gre-Nais, o Inter não sabe o que é vencer um clássico Gre-Nal e já está de olho no primeiro de 2021, já no dia 24 de janeiro, no Beira-Rio, pelo Brasileirão. Em participação no programa Bem, Amigos!, do SporTV, nesta segunda-feira, o volante e meia colorado, Edenilson, voltou a se incomodar com o presente jejum.

Ele mesmo admitiu se incomodar toda vez que lembra que a última vitória foi com gol seu, em setembro de 2018, por 1×0, também pelo Brasileirão:

“Incomoda a gente. Sabemos o quanto mexe com o torcedor, com a cidade. Eu sou de Porto Alegre e vivo muito. Estou cansado de falar que a última vitória foi com gol meu. O Grêmio vem de uma base boa, mas temos que vencer o quanto antes. Eles estão brigando assim como a gente”, declarou Edenilson.

Abel Braga como “trunfo” no Gre-Nal, segundo Edenilson

Com Eduardo Coudet, o Inter participou de seis Gre-Nais em 2020 com quatro derrotas, dois empates e somente um gol marcado. O retrospecto ruim ficou como mancha do trabalho do argentino, e Edenilson entende que o comando de Abel Braga, experiente em clássicos, pode ajudar o time a quebrar o tabu:

“Está na hora de vencer e o torcedor espera isso. Com certeza, o professor Abel vai saber enfrentar isso. Ele já vivenciou vários Gre-Nais e vai saber nos orientar nesse”, concluiu.

Na tabela do Brasileirão neste momento, o colorado é 2° com 53 pontos e o Grêmio vem em 5°, com 49.