“A gente deixou muito a desejar na hora H”, diz Lisca após quarto empate seguido do América-MG

Coelho vê troféu do Brasileirão Série B mais distante e treinador avisa: “O América precisa de muito mais”

Adriano Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Mourão Panda/ América

Na tarde deste sábado (23), o América-MG enfrentou o Confiança no estádio Batistão, em Aracaju, em partida da 37ª e penúltima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro que terminou com o placar em 0 x 0.

Este foi o quarto empate consecutivo da equipe mineira. Antes, o Coelho também ficou na igualdade com Brasil de Pelotas (0 x 0), Botafogo-SP (1 x 1) e Náutico (0 x 0). O último triunfo foi a goleada sobre o Vitória por 4 x 0, em jogo válido pela 33ª rodada disputado na Arena Independência, em Belo Horizonte.

Com os resultados, a conquista do título ficou mais difícil, já que o América-MG possui os mesmos 70 pontos da Chapecoense, mas aparece em segundo lugar na tabela pelos critérios de desempate. O time catarinense ainda joga pela penúltima rodada nesta segunda (25) fora de casa contra o Operário-PR. Se vencer, abre vantagem de três pontos na liderança.

“Os últimos quatro jogos, na hora da decisão e da conquista do título da Série B, nós deixamos a desejar em todos os aspectos, mas principalmente na parte ofensiva. O time não perdeu nenhum dos quatro jogos, mas acossou muito pouco os goleiros adversários e não teve aquele temperamento decisivo”, avaliou o técnico Lisca após a partida em Sergipe.

_________________________________________________

Brasileirão Série B: confira onde assistir aos jogos da penúltima rodada

Cruzeiro x Náutico: confira tudo sobre o jogo decisivo que pode garantir o Timbu na Série B

_________________________________________________

O América-MG empatou sem gols com o Confiança em Aracaju, pela penúltima rodada da Série B (Foto: Estevão Germano/ Reprodução/ Flickr oficial do América-MG)

O América-MG empatou sem gols com o Confiança em Aracaju, pela penúltima rodada da Série B (Foto: Estevão Germano/ América)

O comandante do Coelho entende que seu time fez grande campanha na atual temporada, conquistando o acesso para a elite do futebol nacional e chegando à fase semifinal da Copa do Brasil, mas Lisca afirmou que “precisa de muito mais” daqui para a frente.

“Eu queria parabenizar os jogadores, o clube e todos os torcedores do América pelo acesso com várias rodadas de antecedência, mas ficou claro que para sermos protagonistas das competições, como foi no Mineiro e na Copa do Brasil, faltou muita coisa e uma série de situações que nós vamos discutir internamente, porque sempre refugamos na hora das decisões”, sentenciou Lisca. E completou:

“Nos últimos quatro jogos, a gente só marcou um gol, num pênalti maroto que o goleiro do Botafogo-SP quase pega. Então, a gente deixou muito a desejar na hora H (…) Não tivemos protagonismo no ataque, não temos jogadores decisivos. O Ademir tem sete ou oito gols e o Rodolfo tem cinco. Isso já foi diagnosticado no Campeonato Mineiro. Fica uma avaliação bem clara de que a equipe precisa de reformulação para disputar a Série A. O América precisa de muito mais”.

O América-MG volta a campo na próxima sexta (29), às 21h30, diante do Avaí, na Arena Independência, pela 38ª e última rodada, em duelo que pode decidir o título do Brasileirão Série B.