Neymar perde aposta para Jesus, parabeniza Palmeiras e elogia o Santos: “Fizeram história”

Atacante estava torcendo para o Santos na final da Libertadores e terá que pagar um jantar para Gabriel Jesus, ex-jogador do Palmeiras

Rafael Brayan
Apaixonado pelo estudo do esporte mais praticado no mundo.

Crédito: Foto: Reprodução/Instagram oficial Neymar

Campeão da Copa Libertadores em 2011, o atacante Neymar acompanhou a derrota no fim do Santos para o Palmeiras neste sábado (30). Após o apito final do confronto no estádio do Maracanã, o jogador do Paris Saint-Germain foi às redes sociais comentar o título alviverde.

Neymar abriu a publicação lamentando a derrota do Santos na final do Maracanã. O jogador ressaltou ainda a qualidade dos jogadores comandados por Cuca. “Parabéns aos atletas dos Santos por terem chegado na final. Infelizmente não foi dessa vez, Santos! Faz parte, grupo muito bom.. já fizeram história!”, ressaltou.

Na sequência, o ex-atacante do Santos parabenizou o clube alviverde pelo título da Libertadores. “É muito importante pro futebol brasileiro essa taça seguir no nosso país!”, ressaltou Neymar, que perdeu a aposta para o amigo Gabriel Jesus e terá de pagar um jantar para o atleta do Manchester City.

Seu time maltrata seu coração? 

Deixa que o Clude cuida dele para você!

FICHA TÉCNICA – PALMEIRAS X SANTOS

Jogo: Palmeiras x Santos, final da Libertadores
Data: 30 de janeiro, sábado
Horário: 17h (no horário de Brasília)
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro
Transmissão: SBT, Fox Sports e Conmebol TV

Escalação do Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Viña; Danilo, Zé Rafael, Gabriel Menino e Raphael Veiga; Rony e Luiz Adriano. Técnico: Abel Ferreira.

Escalação do Santos: John; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca e Soteldo; Sandry, Marinho e Kaio Jorge. Técnico: Cuca.

Arbitragem

Árbitro: Patricio Loustau (Argentina)
Árbitro Assistente 1: Ezequiel Brailovsky (Argentina)
Árbitro Assistente 2: Diego Bonfa (Argentina)
Quarto Árbitro: Dario Herrera (Argentina)
VAR: Mauro Vigliano (Argentina).