Atualização da offseason: quais franquias já contrataram novo treinador e general manager?

Antes mesmo da segunda rodada dos playoffs da NFL começarem, as movimentações seguem intensas e algumas franquias que estavam atrás de um novo treinador já anunciaram seu nome

Igor Mello
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução / @jaguars

A primeira segunda-feira após o fim da temporada regular é conhecida como o dia em que muitos treinadores e GMs – quem controla o processo de contratação, seleção de calouros e produção de contratos – são demitidos. Dessa forma, nas semanas seguintes muitos nomes e rumores começam a surgir sobre quem irá assumir tais posições. Além disso, nomes já começam a serem confirmados.

Desse modo, iremos trazer aqui um resumo do que já ocorreu no mercado da NFL até o momento. Quem virou treinador, quem assumiu uma vaga de GM. Ademais, aquelas franquias que ainda não assinaram, tem rumores sobre quem irá assumir tais funções.

Detroit Lions

Os Lions demitiria Matt Patricia, que era seu HC, e Bob Quin o GM. Para o lugar de Quin, os Lions foram atrás de Brad Holmes. Holmes fazia parte dos Rams como diretor de analise de jogadores vindo do universitário e foi capaz de acumular muito talento na equipe.

Para chegar ao nome de Holmes, a franquia entrevistou  Thomas Dimitroff (ex-Falcons), Scott Pioli (ex-Chiefs), Terry Fontenot, George Paton e o analista da ESPN americana Louis Riddick. Entretanto, o nome de Brad Holmes foi o que se destacou.

Ainda precisando de HC, os Lions seguem na busca. Segundo Mike Garafolo, da NFL Network, o nome de Dan Campbell, treinador de tight ends e assistente de HC nos Saints é o nome mais forte.

New York Jets

Os Jets já possuíam um GM em Joe Douglas. Entretanto, Adam Gase não era o treinador certo para a franquia. Dessa forma, o ex-HC dos Dolphins e agora dos Jets foi demitido. Pra o seu lugar os Jets trouxeram o coordenador defensivo dos 49ers, Robert Saleh.

Saleh chega com Mike LaFleur para ser seu coordenador ofensivo. Um dos primeiros desafios do novo treinador que assinou um contrato de 5 anos é o que será feito com Sam Darnold. Com a segunda escolha geral do draft e um bom espaço no teto salarial, Saleh poderá ser capaz de fazer a franquia de Nova York retomar as vitórias.

Houston Texans

Este é um dos cenários mais complicados da liga a busca está parcialmente feita. Depois de demitir Bill O’Brien que ocupava o cargo de treinador e general manager, os Texans foram atrás de um nome para cada posição.

Cabe lembrar que O’Brien trocou múltiplas escolhas de primeira rodada e também das rodadas subsequentes, deixando os Texans com poucas escolhas. Além disso, trocou uma das maiores estrelas da liga e da franquia por um preço muito abaixo do mercado e comprometeu quase todo teto salarial. Soma-se a isso a um recorde com mais derrotas que vitórias e se tem um caso complexo.

Para o lugar de GM, os Texans entrevistaram Matt Barzigan (diretor de pessoal), Louis Riddick (ESPN), Alonz Highsmith (executivo dos Seahawks). Entretanto, a franquia decidiu contratar Nick Caserio, diretor de jogadores dos Patriots para a posição. Watson, QB estrela da franquia, não gostou da escolha por não se sentir envolvido e o que teria sido prometido e os rumores de uma troca envolvendo seu nome crescem.

Com a demora a escolher um GM, os Texans ainda não escolheram um novo head coach. O nome mais cotado é Eric Bieniemy, coordenador ofensivo dos Chiefs, mas que só poderá ser entrevistado quando a franquia de Kansas sair dos playoffs. Além disso, já houveram entrevistas com Jim Caldwell e Marvin Lewis, ambos já foram HCs na NFL. Joe Brady (coordenador ofensivo dos Panthers), Ryan Day (HC de Ohio State), Matt Eberflus (coordenador defensivo dos Colts) estão entre os possiveis nomes.

Este é um dos trabalhos mais desafiadores que se tem, mas cabe ficar ligado em quem irá assumir.

Confira:Em entrevista exclusiva, Aaron Jones fala sobre confronto contra os Rams, recordes na NFL, indicação ao Pro Bowl e carinho pelo Brasil

Jacksonville Jaguars

Os Jaguars fizeram o caminho inverso dos Texans. Também precisando de um treinador e um GM, a franquia da Flórida foi atrás primeiro do seu treinador e agora busca um novo GM.

Quem assumiu como treinador da franquia foi Urban Meyer. O HC foi uma estrela no College, principalmente em Ohio State onde venceu campeonatos nacionais. O nome de Meyer sempre foi o mais forte desde o começo e assim foi confirmado.

Agora a franquia busca um novo GM para conduzir uma das equipes com mais possibilidades da liga.

Atlanta Falcons

Os Falcons demitiram o seu treinador (HC) e o seu GM. Dessa forma, a está empenhada em contratar o mais rápido possível para poder começar o planejamento da próxima temporada.

Cabe ressaltar que nenhuma das posições ainda foi preenchida então só temos nomes e especulações. Para a posição de GM, a franquia da Georgia entrevistou Rick Smith (ex-Texans), Morrocco Brown (diretor de scouting dos Colts), Terry Fontenot (VP dos Saints), Brad Holmes (já assinou com os Lions), Champ Kelly (assistente dos Beats), entre outros nomes.

O nome que a mídia americana coloca mais próximo da franquia é o de Terry Fontenot, dos Saints. Seria um movimento em se reforçar e tirar uma boa peça de um rival.

Já para a posição de head coach, a franquia também já realizou diversas entrevistas e o nome que surge com mais força no momento é o de Arthur Smith, coordenador ofensivo dos Titans.

Carolina Panthers 

Os Panthers tem em Matt Rhule como seu head coach a uma temproada. No processo de definição do novo GM, ele terá um grande poder de escolha, visto que as duas posições devem trabalhar em extrema sintonia.

Para a posição foram entrevistados Jerry Reese (ex-Giants), Jeff Ireland (VP e assistente de GM para assuntos de college) e Ed Dodds (assistente de GM nos Colts). Além desses nomes, Adams Peter (49ers), Scott Fitterer (Seahawks) e Joe Schoe (Bills) também foram entrevistados.

A franquia de Carolina já ocupou a posição com Scott Fitterer como seu novo GM.

Washington Football Team

Com Ron Rivera como HC, o WFT foi campeão da NFC Leste em 2020. Entretanto, o trabalho do antigo GM não satisfez a diretoria que o mandou embora. Para a vaga, os nomes de Marty Hurney (ex-Panthers) que já trabalhou com Rivera surge como um forte candidato. Alpem dele, Ryan Cowden (Titans), Martin Mayhew (49ers), Joe Schoen (Bills) e Rick Smith são nomes que estão na disputa para serem contratados.

A franquia da capital é uma das mais dificies de se prever quem irá assumir. Os nomes de  Mayhew e Cowden são os mais fortes e especulados no momento pela mídia de Washington.

Los Angeles Chargers

Os Chargers surpreenderam boa parte dos fãs de NFL e demitiram Anthony Lynn. Com um QB jovem e promissor e um bom elenco, a uma escolha alta no draft os Chargers se colocam como um bom lugar para se trabalhar.

Ainda sem anunciar seu novo, os Chargers perderam Saleh para os Jets. Entretanto, espera-se que a equipe contrate uma mente ofensiva para desenvolver Justin Herbert. O nome do momento é Brian Daboll, coordenador ofensivo dos Bills, um dos responsáveis pelo salto do Josh Allen.

Além de Daboll, nomes como Eric Bieniemy (Chiefs) e Jason Garett (Giants e ex-Cowboys) surgem com força nos bastidores.

Philadelphia Eagles

Os Eagles demitiram Doug Pederson recentemente por discordâncias em relação ao futuro da franquia. Com um elenco já mais velho e uma situação complicada na posição de QB, os Eagles são outro lugar complexo para se assumir.

Entre os nomes especulados temos Brian Daboll (Bills), Ryan Day (HC de Ohio State), Kellen Moore (Cowboys), Mike Kafka (treinador de QBs dos Chiefs), Todd Bowles (Buccaneers) e Joe Brady (Panthers). Entretanto, ainda não se tem uma sinalização maior de quem irá assumir esse novo desafio.