Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Pesquisa: 86% dos torcedores defendem punições severas para jogadores racistas; 71% apoiam protestos antirracistas nos gramados

Orbis fez levantamento com pessoas de todas as faixas etáreas

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Divulgação/Shakhtar Donetsk

O instituto de pesquisas Orbis fez um levantamento sobre racismo no Brasil, em material divulgado inicialmente no Blog do Milton Neves, e apresentou dados que mostram a opinião dos torcedores sobre racismo e sobre como o futebol tem respondido a isso.

Veja a pesquisa completa aqui

Alguns dos dados que mais chamam a atenção são sobre os protestos antirracistas no futebol, como atletas que se ajoelham ou estendem o braço em alusão aos panteras negras. Segundo a pesquisa da Orbis, 71,9% dos torcedores apoiam protestos como esses dentro do gramado, restando apenas 28,1% que respondem negativamente sobre o assunto.

Além disso, quase 86% defendem punições severeas pós-jogo a atletas que cometerem atos racistas. Quando a pergunta foi sobre a expulsão direta se o ato for ouvido pelo árbitro, a resposta foi de concordância de quase 88%.

Quase 35% dos participantes das pesquisas disseram já terem presenciado atos racistas em estádios de futebol. Se o recorte for apenas entre 18 e 25 anos, o índice sobre para 47%.

Quando o questionamento foi sobre esporte amador, o índice geral sobre pessoas que presenciaram atos racistas subiu para 43%. Se o recorte for feito de 18 a 25 anos, sobre para 56%.

O ato dos jogadores de PSG e Istanbul Basaksehir, de deixarem o gramado após ato racista cometido pelo 4º árbitro, também foi questionada e apoiada por quase 81% dos entrevistados.

A pesquisa

Pesquisa realizada em todo território nacional para saber sobre a opinião da população sobre os recentes casos de racismo no esporte. Questionário desenvolvido em parceria com a Universidade Zumbi dos Palmares. Foram realizadas 1.672 entrevistas e foram feitas ponderações para acerto de coleta.

As pesquisas foram feitas por telefone via URA ativa, e coletadas de forma automática. A coleta foi realizada no dia 30 de dezembro de 2020. A margem de erro da pesquisa é de 2, 4% com 95% de confiança.

Leia mais:
Flamengo, Palmeiras e mais: Veja os melhores ataques do Brasil em 2020