Remo derrota Paysandu e está de volta à Série B após empate entre Londrina e Ypiranga

Time azulino levou a melhor sobre o Bicolor Paraense no estádio Mangueirão

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 27 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017).

Crédito: Samara Miranda/ascom Remo

O Clube do Remo derrotou o Paysandu por 1 a 0, na noite deste domingo (10), no estádio Mangueirão e conquistou o sonhado acesso à Série B do Campeonato Brasileiro, depois de 13 anos. O time azulino voltou à Segunda Divisão após Londrina e Ypiranga empatarem.

Com a vitória sobre o maior rival, o Leão chegou aos 10 pontos e se manteve na liderança do grupo D. O Papão, estacionou nos sete pontos, mas continua no segundo lugar da chave, por conta do empate por 1 a 1 entre Londrina e Ypiranga.

Primeiro tempo

O time vencedor teve mais finalizações na primeira metade do clássico paraense. O Remo quase abriu o placar aos 22 minutos. Os chutes de Felipe Gedoz e Tcharlles foram defendidos pelo goleiro Paulo Ricardo.

Seu time maltrata seu coração? 

Deixa que o Clude cuida dele para você!

O gol da vitória foi marcado por Salatiel, aos 35 minutos. O centroavante remista aproveitou rebote do goleiro bicolor após cobrança de falta.

O Paysandu, por sua vez, teve apenas uma chance perigosa. Nos acréscimos, o atacante Nícolas finalizou de cabeça após escanteio cobrado por Diego Matos. O zagueiro Wesley Matos ficou com o rebote, mas acertou a trave.

Em relação aos times titulares, o Remo teve como novidade a dupla de zaga formada por Fredson (que voltou de suspensão) e Rafael Jansen (que realizou trabalhos físicos durante a semana pré-clássico e conseguiu reunir condições de jogo).

O Paysandu, por sua vez, voltou a ter quatro jogadores na defesa. O treinador alviceleste João Brigatti, escalou o atacante Marlon no lugar do suspenso Tony.

O zagueiro Perema acabou jogando improvisado na lateral-direita. A mudança mais esperada era a entrada de Willyam no lugar de Tony e Perema formando dupla de zaga com Micael. Não foi o que ocorreu.

Segundo tempo

O Paysandu voltou com duas substituições. Os atacantes Jefinho e Uilliam Barros entraram nos lugares de Vitor Feijão e Marlon, respectivamente.

Com as mudanças, o time bicolor passou a ter quatro jogadores no meio-campo (PH, Wellington Reis, Juninho e Uilliam Barros) e dois atacantes (Nícolas e Jefinho).

O Paysandu obrigou o goleiro Vinicius a fazer três defesas. Aos três minutos, o zagueiro Micael quase empata após finalização de cabeça. Aos sete minutos, o jogador azulino Rafael Jansen quase fez um gol contra.

E aos 38, o centroavante Jefinho parou no goleiro azulino. O rebote ficou com Uilliam Barros, que chutou pra fora.

O Remo, por sua vez, jogou mais na defesa e quase balançou as redes com Tcharlles. O chute do jogador foi pra fora. O lance ocorreu aos seis minutos.

Assista ao gol no vídeo abaixo:

Próximo jogo

O último jogo de Remo e Paysandu na segunda fase da Série C está marcado para sábado (dia 16 de janeiro), às 17h.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

O Remo encara o Londrina, no estádio Mangueirão. Já o Paysandu enfrenta o Ypiranga, no estádio Colosso da Lagoa.

Ficha técnica – Paysandu x Remo

Data: 10 de janeiro de 2021

Motivo: Brasileirão Série C (segunda fase – 5ª rodada)

Local: estádio Mangueirão (Belém/PA)

Horário: 18h (horário de Brasília)

Paysandu: Paulo Ricardo; Perema (Mateus Anderson), Micael, Wesley Matos (Carlão) e Diego Matos; Wellington Reis, PH e Juninho (Luiz Felipe); Marlon (Uilliam Barros), Vitor Veijão (Jefinho) e Nícolas – treinador: João Brigatti

Remo: Vinicius; Ricardo Luz, Fredson, Rafael Jansen e Marlon (Dudu Mandai, depois Gelson); Lucas Siqueira, Charles e Felipe Gedoz (Dioguinho); Hélio Borges (Carlos Alberto), Tcharlles (Eduardo Ramos) e Salatiel – treinador: Paulo Bonamigo

Leia também:

Após derrota para o Remo, torcedores invadem perfil do Paysandu e detonam Paulo Ricardo: “pipoqueiro”