Sincero, Guto Ferreira aponta ‘principal perda’ no Flamengo de Rogério Ceni

Técnico do Ceará vê Flamengo mais lento nas tomadas de decisões em relação ao ano passado

Eder Bahúte
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reproducao/SporTV

O técnico do Ceará, Guto Ferreira, não vê o Flamengo com a mesma velocidade do ano passado. Neste domingo (10), o comandante do Vozão viu o time bater o Rubro-Negro por 2 a 0, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Convidado do programa Seleção SporTV, desta segunda, Guto vê uma queda na transição defensiva do Flamengo, cenário este diferente quando Jorge Jesus comandava os cariocas.

“O Flamengo por si só é uma equipe que procura estar se impondo perante o adversário. A medida que ele está o tempo todo em cima do adversário, a transição deveria ser mais curta e rápida, só que a recuperação da bola do Flamengo – a medida que ele ganha, mesmo no campo ofensivo – ele não é tão veloz quanto no ano passado. O Flamengo caiu bastante em termos de transição defensiva – quando ele perde a bola, ele demora tempo, ele dá espaço para o adversário. Isso era muito forte no Flamengo. O Flamengo não deixava o adversário respirar. Eu acho que o principal fator de perda no Flamengo é a transição defensiva, da perda da bola até a recuperação dela“, opinou Guto.

“O sentimento é de satisfação, nós vencemos o atual campeão brasileiro. É muito prazeroso conseguir traçar planos e atingi-los, e a equipe do Ceará vem conseguindo rivalizar contra as principais forças do futebol brasileiro. Não ganha todas, mas ganha algumas, e isso tem trazido uma situação na tabela bastante importante para o Ceará”, completou.

Com a vitória, o Ceará pulou para a nona posição com 39 pontos, abrindo dez de distância da zona do rebaixamento. A princípio, o Vozão disputa uma vaga na Copa Sul-Americana. O Flamengo, por sua vez, perdeu mais uma chance de encostar no líder. O Rubro-Negro é o quarto colocado com 49.

LEIA MAIS: