Felipão elogia Abel Ferreira e nega “vexame” do Palmeiras no Mundial

Campeão da Libertadores em 1999, Felipão afirmou que desempenho no Mundial não vai apagar título sul-americano

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.

Crédito: Divulgação /Palmeiras

O torcedor do Palmeiras não deve levar o período no Mundial de Clubes como vexame, de acordo com Felipão. Em entrevista ao canal TNT Sports, no Youtube, o treinador defendeu a boa temporada da equipe alviverde, em que fez história no passado.

Leia mais: Felipe Melo vira piada, mas diz que Palmeiras deixa o Mundial de “cabeça erguida”

“Não concordo (que foi um vexame. Foram dois jogos ruins. Isso não pode apagar o que foi feito no dia 30 de janeiro (final da Libertadores) pelo Palmeiras. O Palmeiras, há 21 anos, não ganhava uma Libertadores”, disse.

“Então, não podem dois jogos serem o validador de uma campanha vexatória, ruim. Não, a campanha do Palmeiras foi muito boa. Ganhou a Libertadores e depois teve dois jogos que não foi bem, e são jogos eliminatórios. Muitas vezes, por um detalhe ou outro, um gol que ele erra e o adversário faz o gol”, comentou Felipão.

“Eu não acho que os torcedores palmeirenses devam olhar para esse prisma. Não foi bem, mas é campeão da Libertadores. Não apaga.”

Felipão ainda elogiou Abel Ferreira, que foi seu jogador na seleção de Portugal. “Ele é diferente. É calmo, inteligente, culto. Tenho conversado com ele uma vez a cada 10 dias. Quando ele está em um momento tranquilo no Palmeiras, nós brincamos e eu tenho elogiado bastante, e fiquei feliz bastante que, depois do título de 1999, foi ele que ganhou a Libertadores. Eu gostei’, concluiu.