Ex-Flamengo lamenta presença de Gabigol em cassino: “Que ele repense esse episódio”

Gabigol foi flagrado em cassino, mas alegou que estava jantando no local

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Reprodução

Em participação no programa “Sportscenter”, Fábio Luciano, ex-zagueiro do Flamengo, falou sobre a presença de Gabigol em um cassino clandestino. Dessa forma, o comentarista do Grupo Disney lamentou o fato, já que o atacante é um espelho para os jovens. Portanto, ele espera que o atleta repense sua atitude.

“Me deixa triste, eu admiro o Gabigol como atleta, ele é ídolo de uma nação de milhões de torcedores. Nos entristece, porque, muitas vezes, o ídolo não sabe a importância que tem, acha que é ídolo só dentro de campo. Mas ele não é, não basta isso, ele é fora, também. Ah, mas o que importa é o que eu faço dentro de campo’. Não. Porque a roupa que o Gabigol usa, a molecada quer usar, o cabelo…”

“Agora, os pais, em primeiro lugar, tendo que explicar para o filho o que é um cassino clandestino. Quando o Gabigol fala que a polícia entrou mandando todo mundo se deitar no chão, é porque aquilo é ilegal, não deveria nem existir”, declarou.

Além disso, Fábio Luciano mencionou o fato de Gabigol ter tentado escapar do flagrante da polícia. Isso porque o jogador tentou se esconder em mesas, mas acabou sendo encontrado pelas autoridades.

“Ninguém gosta de passar essa imagem, de ser achado embaixo de uma mesa, ser enfiado em um camburão de polícia às 2h da manhã. Não é momento para estar com tanta gente. Estar com 10, 15 pessoas em casa já é errado. A gente se sente mal quando recebe três pessoas para bater papo em uma varanda. Imagina como você se sente ao lado de 200 pessoas que você nunca viu na sua vida. Que ele repense esse episódio e que essa molecada não tenha como referência isso“, completou.

LEIA MAIS