Felipe Melo defende Luan após cotovelada em Diego Souza: “Ele não é maldoso”

Volante e capitão do Palmeiras apoiou o zagueiro alviverde que acabou sendo expulso por dar uma cotovelada em Diego Souza, do Grêmio

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.

Crédito: Felipe Melo, contra a equipe do Grêmio (Foto: Cesar Greco)

O capitão do Palmeiras, Felipe Melo, defendeu o companheiro Luan neste domingo (28). O zagueiro foi expulso por dar uma cotovelada no atacante Diego Souza, do Grêmio, no jogo de ida da final da Copa do Brasil. Em entrevista, o volante alviverde afirmou que o elenco vai apoiar o defensor após o erro.

Corinthians x Palmeiras e mais 17 jogos que você não pode perder na semana

“Já aconteceu algumas vezes comigo, inclusive nesse campo. É bom relembrar quando fui expulso, pela Libertadores. E todos correram por mim. Hoje, independentemente de qualquer coisa, temos que ressaltar o espírito de luta e de união da equipe. Corremos pelo Luan”, disse ao SporTV.

“É um amigo, nosso companheiro, que está todo dia na luta para continuar fazendo história nesse clube. Acontece, é um cara que não é maldoso. São coisas do futebol. Demonstramos nossa união, o poder que temos de ser aguerridos, correr e lutar”, continuou Felipe Melo.

FPF inicia Paulistão com dois problemas graves com o árbitro de vídeo

O volante do Palmeiras ainda valorizou o sistema defensivo que passou mais uma partida sem levar gols. “Demonstramos o que diz o início do hino do Palmeiras: ‘Defesa que ninguém passa’. Não só a defesa, não só o meio campo, mas também o ataque. Os meninos que entraram deram conta do recado. Então, é deixar essa parte da expulsão de lado e ressaltar a grande vitória e o espírito de luta que tivemos por um companheiro”, ressaltou.