Arsène Wenger compara Mbappé com Pelé: “Existem semelhanças”

Wenger citou o desempenho de Pelé em Copas para exaltar Kylian Mbappé

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Michael Regan/Getty Images

O francês Arsène Wenger, ex-comandante do Arsenal, não poupou elogios a Kylian Mbappé, camisa 10 da seleção da França e considerado um dos melhores jogadores do mundo na atualidade. Em entrevista ao jornal Le Parisien, o ex-treinador falou sobre a possibilidade do atacante conquistar a ‘Bola de Ouro’ e o comparou com Pelé.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

“Mbappé será um dos melhores do mundo. Sob o telhado do PSG ou do Real Madrid. Se terá várias Bolas de Ouro? É algo que desejo. Ele não deve impor limites”, disse Wenger.

Ao comentar as semelhanças entre Mbappé e Pelé, Wenger citou as Copas do Mundo conquistadas pelo brasileiro, e lembrou que o atacante francês, campeão do mundo em 2018, tem chance de igualar o ‘Rei do Futebol”.

“Já disse no passado que existem semelhanças entre Mbappé e Pelé. Pelé jogou quatro mundiais e venceu três. Mbappé tem 22 anos, jogou um e venceu um. A seleção francesa tem tudo para lutar pelo próximo Mundial”, avaliou o ex-treinador.

PELÉ JÁ ELOGIOU MBAPPÉ:

Em 2019, Pelé e Mbappé se encontraram em um evento em Paris, e o ex-jogador brasileiro falou sobre o atacante francês. “Ele é um jogador inteligente, rápido. E imprevisível. A grande vantagem dele são as mudanças no jogo. Tem vários jogadores que são bons tecnicamente, mas não são imprevisíveis como ele”, avaliou.

“O estilo dele, o tipo de jogo, é latino, praticamente brasileiro. Eu falo para ele: “Pena que não jogou no Santos”. No meu caso, tudo começou muito cedo. Na minha época não tinha a informação que temos hoje na TV. Meu pai fez cinco gols de cabeça num jogo só. Ele era artilheiro, e o máximo que eu queria ser quando garoto era ser como meu pai. É o que eu via naquela época. Agora, nos tempos de hoje, você tem a TV, o meio de comunicação é muito maior, tem mais jogadores para ver. Na nossa infância a gente não tinha, por isso eu queria ser igual ao meu pai”, acrescentou.

LEIA MAIS:
Instituto coloca Romário como o maior artilheiro por clubes da história do futebol
Campeão mundial pelo Brasil dispara contra Cristiano Ronaldo: “Não vai atingir o nível de Pelé, Maradona e Messi”

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes