Barcelona desbanca Real Madrid e é o time de futebol mais valioso do mundo; veja top 20 da Forbes

Ao lado do Manchester United, Real Madrid monopolizou o topo do ranking nos últimos 16 anos, mas o Barcelona agora lidera

Mário André Monteiro
Jornalista com passagens por Portal iG, Fox Sports e Osasco Audax. Atualmente editor do Alemanha FC (http://www.alemanhafc.com.br). No Twitter: @alemao_mario e no Instagram: @marioalemao

Crédito: La Liga / Twitter

A tradicional lista da revista Forbes dos times de futebol mais valiosos do mundo tem um novo líder. O Barcelona desbancou o arquirrival Real Madrid e encabeça o ranking de 2021 com avaliação de 4,76 bilhões de dólares, superando os 4,75 bilhões de dólares do clube da capital espanhola.

A primeira colocação foi monopolizado por Real Madrid e Manchester United nos últimos 16 anos, com os ingleses ficando no topo 11 vezes, contra cinco do clube merengue.

Curiosamente, a ascensão do Barcelona acontece em um momento de briga pública com Lionel Messi e pedido de demissão do presidente. O astro argentino ameaçou deixar a equipe no ano passado, mas decidiu continuar para cumprir seu contrato até o fim – o vínculo é válido até o meio deste ano e sua continuidade é incerta.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Zagueiro diz que futebol é “jogo de Barbies” e leva invertida de jogadora de clube rival

Cada integrante do top 20 dos times mais valiosos do mundo vale, em média, 2,28 bilhões de dólares, valor que equivale a um aumento de 30% em relação ao último ranking publicado, há dois anos. O aumento aconteceu mesmo em meio à pandemia de Covid-19

A receita média das 20 equipes foi de 441 milhões de dólares na temporada 2019/20, queda de 9,6% em relação a 2017/18, enquanto a receita operacional média caiu 56% no período, para 33,8 milhões de dólares.

Jogador do Borussia Dortmund tranca a ex-namorada em casa e polícia é acionada

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

Confira o top 20 dos times mais valiosos do mundo, segundo a Forbes:

1º Barcelona (Espanha)

Dono/acionista majoritário: Sócios do clube
Valor: US$ 4,76 bilhões
Variação nos últimos dois anos: 18%
Receita (2020): US$ 792 milhões
Lucro operacional (2020): US$ 62,2 bilhões
Dívida: 6%

2º Real Madrid (Espanha)

Dono/acionista majoritário: Sócios do clube
Valor: US$ 4,75 bilhões
Variação nos últimos dois anos: 12%
Receita (2020): US$ 792 milhões
Lucro operacional (2020): US$ 92 milhões
Dívida: 6%

3º Bayern de Munique (Alemanha)

Dono/acionista majoritário: Sócios do clube
Valor: US$ 4,215 bilhões
Variação nos últimos dois anos: 39%
Receita (2020): US$ 703 milhões
Lucro operacional (2020): US$ 49,2 milhões
Dívida: 0%

4º Manchester United (Inglaterra)

Dono/acionista majoritário: Família Glazer
Valor: US$ 4,2 bilhões
Variação nos últimos dois anos: 10%
Receita (2020): US$ 643 milhões
Lucro operacional (2020): US$ 166,6 milhões
Dívida: 16%

5º Liverpool (Inglaterra)

Dono/acionista majoritário: John Henry, Tom Werner
Valor: US$ 4,1 bilhões
Variação nos últimos dois anos: 88%
Receita: US$ 619 milhões
Lucro operacional (2020): US$ 61,9 milhões
Dívida: 2%

6º Manchester City (Inglaterra)

Dono/acionista majoritário: Sheikh Mansour bin Zayed Al Nahyan
Valor: US$ 4 bilhões
Variação nos últimos dois anos: 49%
Receita (2020): US$ 609 milhões
Lucro operacional (2020): US$ -2 milhões
Dívida: 0%

7º Chelsea (Inglaterra)

Dono/acionista majoritário: Roman Abramovich
Valor: US$ 3,2 bilhões
Variação nos últimos dois anos: 24%
Receita (2020): US$ 520 milhões
Lucro operacional (2020): US$ 34,7 milhões
Dívida: 0%

8º Arsenal (Inglaterra)

Dono/acionista majoritário: E. Stanley Kroenke
Valor: US$ 2,8 bilhões
Variação nos últimos dois anos: 23%
Receita (2020): US$ 430 milhões
Lucro operacional (2020): US$ 47,3 milhões
Dívida: 7%

9º Paris Saint-Germain (França)

Dono/acionista majoritário: Qatar Sports Investments
Valor: US$ 2,5 bilhões
Variação nos últimos dois anos: 129%
Receita (2020): US$ 599 milhões
Lucro operacional (2020): – US$ 4,5 milhões
Dívida: 0%

10º Tottenham (Inglaterra)

Dono/acionista majoritário: Joseph Lewis, Daniel Levy
Valor: US$ 2,3 bilhões
Variação nos últimos dois anos: 42%
Receita (2020): US$ 494 milhões
Lucro operacional: US$ 134,2 milhões
Dívida: 39%

11º Juventus (Itália)

Dono/acionista majoritário: Família Agnelli
Valor: US$ 1,95 bilhão
Variação nos últimos dois anos: 29%
Receita (2020): US$ 441 milhões
Lucro operacional: – US$ 14 milhões
Dívida: 16%

12º Borussia Dortmund (Alemanha)

Dono/acionista majoritário: Bernd Geske, Evonik Indústrias
Valor: US$ 1,9 bilhão
Variação nos últimos dois anos: 112%
Receita (2020): US$ 405 milhões
Lucro operacional: US$ 15,1 milhões
Dívida: 0%

13º Atlético de Madrid (Espanha)

Dono/acionista majoritário: Miguel Gil, Enrique Cerezo
Valor: US$ 1 bilhão
Variação nos últimos dois anos: 5%
Receita (2020): US$ 368 milhões
Lucro operacional: US$ 61,7 milhões
Dívida: 26%

14º Inter de Milão (Itália)

Dono/acionista majoritário: Zhang Jindong, LionRock Capital
Valor: US$ 743 milhões
Variação nos últimos dois anos: 11%
Receita (2020): US$ 323 milhões
Lucro operacional: US$ 13,1 milhões
Dívida: 8%

15º Everton (Inglaterra)

Dono/acionista majoritário: Farhad Moshiri
Valor: US$ 658 milhões
Variação nos últimos dois anos: 38%
Receita (2020): US$ 235 milhões
Lucro operacional: US$ 15 milhões
Dívida: 0%

16º Milan (Itália)

Dono/acionista majoritário: Elliot Management
Valor: US$ 559 milhões
Variação nos últimos dois anos: -4%
Receita (2020): US$ 165 milhões
Lucro operacional: – US$ 92,4 milhões
Dívida: 4%

17º Roma (Itália)

Dono/acionista majoritário: Dan Friedkin
Valor: US$ 548 milhões
Variação nos últimos dois anos: -12%
Receita (2020): US$ 156 milhões
Lucro operacional: US$ 108,4 milhões
Dívida: 56%

18º West Ham (Inglaterra)

Dono/acionista majoritário: David Sullivan, David Gold
Valor: US$ 508 milhões
Mudança nos últimos dois anos: -18%
Receita (2020): US$ 175 milhões
Lucro operacional: – US$ 24,2 milhões
Dívida: 18%

19º Leicester (Inglaterra)

Dono/acionista majoritário: Khun Aiyawatt Srivaddhanaprabha
Valor: US$ 455 milhões
Variação nos últimos dois anos: Não ranqueado há dois anos
Receita (2020): US$ 189 milhões
Lucro operacional: -US$ 49,3 milhões
Dívida: 17%

20º Ajax (Holanda)

Dono/acionista majoritário: Sócios do clube
Valor: US$ 413 milhões
Variação nos últimos dois anos: Não ranqueado há dois anos
Receita (2020): US$ 172 milhões
Lucro operacional: US$ 1,7 milhão
Dívida: 11%