10 contratações que parecem mentira, mas aconteceram

O Torcedores.com aproveita o dia 1º de abril, dia da mentira, para listar 10 contratações que pareciam improváveis mas ocorreram

Diego Lucio Castro de Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Twitter

Dia 1º de abril é considerado o ‘dia da mentira’, e todos nós utilizamos a data para memes e brincadeiras. No futebol, não é diferente, e sempre tem as ‘mentiras’ dentro do elenco de cada clube. Além disso, tem aquelas contratações tão ruins, que parecem mentira.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Pensando nisso, o Torcedores.com lista 10 contratações improváveis que acabaram acontecendo.

10 contratações que parecem mentira, mas aconteceram

Paulo Nunes no Corinthians

Ídolo no Palmeiras, o atacante conseguiu se transferir para o maior rival no intervalo de dois anos. Obviamente, o sucesso não foi o mesmo.

Ronaldinho Gaúcho no Fluminense

O ‘bruxo’ voltou ao Brasil, e conseguiu entregar um pouco de seu brilho no Flamengo e no Atlético-MG. Mas no Flu, foram poucos jogos e uma torcida decepcionada com o craque. Quem olha pra trás, acha até que é mentira.

Honda/Kalou no Botafogo

Aqui vem em dose dupla, pois no ano de seu terceiro rebaixamento, o Botafogo conseguiu contratar dois jogadores com fama no futebol europeu. Realmente parece mentira, mas aconteceu e foi um fiasco.

Wesley no Palmeiras

Quem vê a administração atual do Palmeiras, não consegue acreditar que isso aconteceu. Com direito a ‘vaquinha virtual’, o torcedor olha a chegada de Wesley no clube, e lembra de momentos difíceis da história do Verdão.

Lúcio no Palmeiras/São Paulo

Aqui a dose dupla é dos clubes onde Lúcio passou. O pentacampeão pela seleção conseguiu não deixar saudades em dois rivais na sequência.

Luizão no Santos/Grêmio

O centroavante fez sucesso em muito clube no Brasil, mas suas passagens por Grêmio e Santos foram completamente esquecíveis. No Grêmio, a revolta é pelo ‘trampolim’ feito para ir à Copa do Mundo de 2002. Já no Peixe, a revolta foi pelo baixo nível de futebol mesmo.

Conca no Flamengo

Antes desse time multicampeão, o Flamengo errou e muito em contratações para seu elenco. O exemplo é Darío Conca, que muita gente nem lembra que passou pelo clube em 2017. Foram apenas 27 minutos em campo com a camisa do Mengão.

Vampeta no Flamengo

Eles fingem que me pagam, e eu finjo que jogo!“. A frase já diz tudo, e não precisamos nem comentar o que foi Vampeta no Flamengo.

Anderson no Internacional

Herói gremista na ‘Batalha dos Aflitos’, Anderson fez carreira na Europa, e voltou com moral para o maior rival do ‘Imortal’. Mas o torcedor colorado com certeza gostaria que fosse mentira.

Cafu no Juventude

Essa é a mais aleatória e difícil de explicar. Cafu saiu do São Paulo em 94 rumo ao Zaragoza, com uma única cláusula em seu contrato: O lateral não poderia ser revendido à nenhum clube paulista! O temor era que o milionário Palmeiras da Parmalat, o comprasse assim como fez com o zagueiro Antônio Carlos. O interesse enfim surgiu, e os envolvidos acharam um jeito da transação acontecer. A Parmalat comprou Cafu através do Juventude, equipe que também era patrocinado pela marca. Apenas dois jogos depois, o lateral se transferiu para o Palmeiras.

Siga o autor no Twitter/Instagram

LEIA MAIS
E se a moda pega? Árbitro sérvio é preso após marcar pênalti inexistente