NFL Draft: as piores escolhas do Draft dos últimos 3 anos

Draft da NFL guarda boas escolhas, mas também muitas escolhas muito equivocadas

Lucas Silva
Jornalista | Fundador e editor-chefe do Saida Falsa | ADM no Athletic Club Brasil. Apaixonado pelo futebol americano desde 2008, sofro semanalmente com Corinthians, New Orleans Saints, Miami Heat e Edmonton Oilers.

Crédito: Dwayne Haskins e Josh Rosen - QBs não foram e também não conseguiram se destacar desde suas escolhas no Draft

Hoje (29), teremos o Draft da NFL! Mais de 250 atletas terão seus futuros definidos hoje pelas 32 franquias da NFL.

Ao longo dos últimos três anos, muitos grandes jogadores saíram do Draft, como Lamar Jackson, Josh Allen, Saquon Barkley entre outros.

Mas também, tivemos alguns jogadores escolhidos de forma… bem, errada. Listamos aqui, algumas das piores escolhas dos últimos três anos (2018, 2019 e 2020) do Draft da NFL.

Menções honrosas: Antonio Callaway

Escolha de quarta rodada do Draft de 2018 vindo de Florida, Callaway nunca conseguiu se destacar. Callaway teve diversos problemas extracampo durante seu tempo como Gator.

Analisado como um jogador de velocidade e de explosão, porém pequeno. Fora acusado de agressão sexual em 2016 e posteriormente inocentado. Além disso, acumulou diversas suspensões no College.

Os torcedores dos Browns devem se lembrar do jogador pelos dois drops na endzone contra o Houston Texans na derrota dos Browns por 29 a 16.

Hoje, com 24 anos, Callaway está no pratice squad do Kansas City Chiefs.

Jordan Love

Não é como se fosse uma péssima escolha, todavia, na 26ª escolha geral e seu time precisando de opções no jogo aéreo e em pontos chaves na defesa, escolher um quarterback

Bom, a princípio, Love é o calouro que deve aprender com Aaron Rodgers, como foi com o camisa 12.

Obviamente a escolha foi e é duramente criticada pelos torcedores até hoje.

N’Keal Harry

A época era considerado um dos melhores wide receivers da classe, até a frente de A.J. Brown e DK Metcalf.

Então, com a última escolha da 1ª rodada do Draft de 2019, o New England Patriots confiou no talento de Arizona State.

No entanto, o jogador até agora não correspondeu o esperado: em dois anos, Harry soma menos de 500 jardas totais até aqui.

Em seu primeiro ano, atuou em apenas 7 jogos e no ano passado, em 14. Espera-se que em 2021, Harry possa dar um salto de produção.

Derrius Guice

Enquanto Harry pode ter uma salvação, Guice não tem a mesma sorte.

Escolha do Draft de 2018 pelo Washington Football Team, Derrius Guice não atuou em seu primeiro ano por conta de lesão no joelho.

No ano seguinte, havia uma expectativa de que o jogador se destacasse, mas depois de cinco jogos o jogador rompeu o menisco e perdeu a temporada.

Contudo, em 2020, Guice foi dispensado de Washington depois de várias acusações de violência doméstica.

Aos 23 anos, está sem time.

Jachai Polite

Jachai Polite pode ser considerado como o jogador que fez o pior Combine da história.

Jogador de Florida, leve para sua posição (EDGE/defensive end), Polite tinha problemas no pass rush, não era rápido e nem ágil.

E mesmo assim, o New York Jets fizeram dele uma escolha de terceira rodada no Draft de 2019.

Antes mesmo do início da pré-temporada, Polite foi dispensado pelos Jets e fez sua estreia na NFL pelos Rams no mesmo ano.

Hoje, está sem clube.

Dwayne Haskins

Para muitos o segundo melhor quarterback da classe de 2019, Dwayne Haskins foi ignorado pelos Giants e caiu no colo de Washington.

Talento de Ohio State, jogador foi selecionado na 15ª escolha do Draft de 2019.

Embora tenha um primeiro ano muito ruim, inserido no meio do caos da franquia, acreditava que poderia crescer, ainda mais com seu colega de Buckeyes, Terry McLaurin.

Porém, sua ética de trabalho foi duramente questionada. Por exemplo, foi fotografado numa boate em meio a pandemia do COVID-19.

Posteriormente foi dispensado pela franquia e hoje é reserva no Pittsburgh Steelers.

Josh Rosen

Por fim, mas não menos importante, um candidato a bust – jogador que decepciona na NFL.

Rosen foi um dos quarterbacks escolhidos no Top 10 do Draft de 2018, vindo de UCLA, draftado pelo Arizona Cardinals.

Em seu primeiro ano, acabou sendo titular em 13 jogos, por conta da lesão de Sam Bradford. Foram 3 vitórias apenas.

Com a chegada de Kliff Kingsbury no ano seguinte, Rosen foi trocado para o Miami Dolphins por não ser o jogador que encaixava no esquema do treinador.

Depois de mal jogar na Florida, ele ainda passou por Buccaneers antes de chegar aos 49ers, onde está atualmente.

VEJA TAMBÉM: