Pai e empresário de Gerson descarta insatisfação por falta de reajuste salarial no Flamengo

“Coringa” tem contrato até o fim de 2023 e foi um dos únicos a não renovar e receber reajuste salarial após temporada mágica em 2019

Matheus Leal
Colaborador do Torcedores.com e do Hashtag Rubro-Negro.

Crédito: Alexandre Vidal / Flamengo

Além de Arrascaeta, envolvido em polêmica recente por conta de suposta insatisfação contratual, o meia Gerson foi outro que não teve seu vínculo estendido após a mágica temporada de 2019. No entanto, de acordo com seu pai e empresário, o fato não é motivo para gerar preocupação na torcida.

Em contato com a reportagem do Torcedores.com, Marcão tranquilizou sobre uma possível insatisfação de Gerson pela falta de renovação e reajuste salarial. De acordo com o pai e empresário do atleta, há ciência de como a pandemia prejudicou as finanças do clube e não deve haver ganância no momento.

“Temos que nos manter vivos e ajudar uns aos outros. Nada de ganância. Viemos pro Flamengo com uma aceitação muito boa e temos que fazer jus a isso. Ninguém esperava essa pandemia e nossa relação é muito boa”, disse Marcão.

Copa do Brasil 2021: veja os possíveis adversários do Flamengo na terceira fase do torneio

Segundo apurou a reportagem, houve um princípio de conversas entre a diretoria rubro-negra e o estafe do jogador, mas que ainda não avançaram e estão estagnadas. Porém, Gerson tem contrato até o fim de 2023 e a boa relação faz com que a falta de renovação não seja um problema.

“Está tudo muito tranquilo. Estamos felizes no Flamengo e está andando muito bem. Gerson está feliz e vai dar o sangue pelo clube como sempre fez. Entendemos o momento da pandemia, que é muito difícil para toda humanidade, e não temos problema algum por conta de reajuste salarial”, completou o pai e empresário do camisa 8 Rubro-Negro.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes