Diego Simeone já é uma das maiores estrelas da história do Atlético de Madrid

Técnico argentino conquista seu segundo título pelo Atlético de Madrid da La Liga 2020/2021 e já figura com o status de lenda junto à legião de fãs colchoneros.

Roberto Dezorzi
Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito: Getty Images.

A ascensão do treinador Diego Simeone dentro da agremiação espanhola marca umas das mais belas e tocantes histórias do futebol espanhol.

Ao todo, o “El Cholo” já conquistou para o Atlético de Madrid as seguintes façanhas: 2 Europa League, 2 campeonatos espanhóis (La Liga), o mais recente em 2021. Além de uma Copa do Rei, 2 Supercopa da UEFA, e uma Supercopa da Espanha

Desde a sua estreia no ano de 2012, já são 8 títulos somados sem falar nas duas grandes finais clássicas de Champions. Além de já ser considerado uma lenda do Atleti, ele já é o técnico mais vencedor da história do clube madrilenho. Ultrapassando em números o maior nome de sua história, Luis Aragonés. Como por exemplo, a quantidade de vitórias alcançadas: ao todo são 316 de Diego contra 308 do espanhol.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Atlético de Madrid e Simeone, uma parceira de muito trabalho e mudanças

Ao chegar ao clube Colchonero, Simeone pegou um clube sem orçamentos pomposos. Basicamente com uma estrutura considerada razoável para os padrões espanhóis e europeus de futebol.

Antes de sua vinda, o nome de maior expressão sem dúvida era o do jogador e técnico Luis Aragonés. Este considerado o homem que mudou definitivamente todo o futebol espanhol, além de ser o maior imortal do clube.

Porém, Diego veio na cola e à galope! 

Neste caso, não temos a intenção em comparar ambos. Porém, é importante mostrar que Simeone já faz parte da história do Atlético. Seja pelos títulos, mas, também, pela forma como mobilizou jogadores e torcida. Já Aragonés é uma lenda e devemos dispensar a ele não apenas capítulos escritos. Sobretudo, livros inteiros sobre sua passagem no futebol mundial.

Simeone já é um dos maiores nomes da história recente do Atlético de Madrid

Se formos pensar na história recente do clube, nomes como os de Fernando Torres, Forlán e Falcão Garcia e tantos outros craques não chegam ao nível do argentino Diego Simeone. 

Mesmo muitos deles campeões, não chegaram a causar tanta ruptura como foi o caso do treinador. Em 2012, logo que chegou ao clube, começou a mudar o estilo de jogo da equipe para uma atitude mais defensiva com características de franco atiradores. Em outras palavras, o Atlético de Madrid se tornou nas mãos de Simeone um time “cascudo” e com um ataque efetivo, já que quando vai à frente costuma marcar seus tentos. E por sinal, muitos.

Durante sua trajetória à frente dos Colchoneros, o Simeone foi mobilizando todos ao redor com muita garra e espírito motivação. Mas sem dúvida, inteligência estratégica. Fazendo com que um antes apagado Atleti voltasse ao seu lugar de destaque na Espanha e Europa. Sem falar que criou um estilo de jogo para o clube – o que era raro de encontrar em anos anteriores à sua chegada. 

Em função disso, Diego Simeone já é uma das maiores estrelas da história do Atlético de Madrid.

Estilo de jogo considerado retranqueiro

Antes de tudo, o time agora possui uma identidade de jogo, um esquema sólido que consiste em defender e realizar ataques cirúrgicos. Entretanto, ainda é um estilo considerado por muitos especialistas como retranqueiro. Mas sempre efetivo. Em suma, se trata de defender com força e realizar uma marcação cerrada.

Com o tempo, o clube antes deficitário de futebol e estratégias começou a bater de frente os merengues, mais precisamente o seu maior rival, o Real Madrid. Assim como o gigante catalão, o Barcelona.

Sempre quando se encontravam em um derby, o Atlético quando perdia fazia o adversário pagar caro pelas vitórias. Entretando, durante as suas conquistas, mostrava ainda mais a alma do seu treinador argentino. Logo, estava fazendo a mesma coisa na Champions League e a cada ano ia mais longe em suas fases. Ao ponto de chegar a dois vice-campeonatos quando enfrentou seu histórico rival. Porém, acabou perdendo para tristeza dos fãs colchoneros.

Entretanto, a história e o Deuses do Futebol quiseram que Diego Simeone continuasse no clube e o levasse a inúmeras glórias. Sem esquecer a garra e o estilo ferrenho de jogo e que caracteriza atualmente este grande distintivo –  o que faz tremer os adversários. Não é por acaso que Diego Simeone já é uma das maiores estrelas da história do Atlético de Madrid.

Este ano, ele conquistou o Campeonato Espanhol, elevando mais uma vez o patamar do Clube Atlético de Madrid, consolidando – o ainda mais como uma potência dentro do futebol europeu. E marcando definitivamenteseu nome no panteão da história colchonera.

Leia mais:

Suárez faz pedido a Messi em entrevista: “Recomendo que fique no Barcelona”

Cabe no seu time? Atacante ex-PSG e Atlético de Madrid não renova com clube espanhol e está livre no mercado