Dallas Cowboys cede camisa 9 de Tony Romo a Jaylon Smith

Camisa pertenceu a Tony Romo, que foi o quarterback da franquia de 2003 a 2016

Lucas Silva
Jornalista | Fundador e editor-chefe do Saida Falsa | ADM no Athletic Club Brasil. Apaixonado pelo futebol americano desde 2008, sofro semanalmente com Corinthians, New Orleans Saints, Miami Heat e Edmonton Oilers.

Crédito: Jaylon Smith em ação com a camisa do Dallas Cowboys. Linebacker deve atuar sob novo número nesta temporada (AP/Roger Steinman)

Na última quarta-feira (21), jogadores de diferentes posições terão mais possibilidades de números para colocar em suas camisas na NFL. A princípio, a liga anunciou uma mudança na regra que flexibiliza a escolha das numerações.

Uma escolha, no entanto, que repercutiu bastante foi a de Jaylon Smith, que a partir desta temporada, vestirá a camisa 9.

Desde os 9 anos, Jaylon Smith sempre usou 9 no campo de futebol.‎ Para o jogador, “o número 9 faz parte dele”.

Contudo, em entrevista para o site do Cowboys, Smith disse:

“É uma questão de valor em relação ao custo. É definitivamente uma bênção ser capaz de jogar pelo Dallas Cowboys, trabalhando os termos da maneira certa. Estou apenas grato por estar com a nº9 e ter a oportunidade de usá-la neste ano. Estamos todos focados e sabemos o que precisamos fazer.”

“É uma bênção e uma honra continuar o legado”

A camisa 9 pertenceu a Tony Romo, líder de jardas aéreas da franquia na história, em toda a sua carreira de 14 anos e não foi usado por um jogador do Dallas Cowboys desde que ele saiu após a temporada de 2016.

Smith disse que ainda não entrou em contato com Romo sobre a troca de camisa, mas quer continuar com essa tradição.

“É uma bênção e uma honra continuar o legado da 9. Tony Romo fez um trabalho incrível em ser elite e obter grande sucesso para uma franquia dos Cowboys. Como você sabe, os novos jogadores que chegam sempre têm a oportunidade de, às vezes, continuar o legado. E essa é uma oportunidade que a família Jones me concedeu com o uso do nº. 9. ”

Contudo, 2021 deverá ser um ano novo para Jaylon Smith e os linebackers do Cowboys. As chegadas de Keanu Neal, Micah Parsons e Jabril Cox aumentam a concorrência pela titularidade na posição.

Entretanto, Smith diz que está ansioso para trabalhar com o novo grupo, e ele se tornou amigo de Parsons bem antes do Draft. “Ele é um cara incrível e um jogador dominante. Eu adorei as nossas novas adições.”

Por fim, Smith participou de forma limitada na terça-feira, ainda se recuperando de uma lesão no pulso.

VEJA TAMBÉM: