Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Denilson detona Abel Ferreira por críticas à imprensa: “Ninguém inventou”

Campeão pelo Palmeiras, o comentarista do Jogo Aberto não concordou com as críticas do técnico Abel Ferreira

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.Twitter: @rafaelbrayan_

Crédito: Reprodução

O comentarista Denilson criticou os últimos comentários de Abel Ferreira sobre a imprensa brasileira. Durante o programa “Jogo Aberto” desta segunda-feira (31), ex-jogador do Palmeiras afirmou que o português mandou mal em entrevista coletiva após a derrota para o Flamengo.


Veja também:

Mercado da Bola: Palmeiras negocia contratação de zagueiro após pedido de Abel Ferreira

Flamengo aumenta domínio recente em jogos contra o Palmeiras; veja números


“Ele dá uma declaração que interpretei como ‘tô querendo ir embora’. Concordo quando ele fala da família, que sente falta, também vivi isso quando morei na Europa. Mas ele foi infeliz ao falar em tom de despedida antes de um jogo tão importante. Não dá para ficar jogando para a imprensa”, disse Denilson.

“O Abel não pode pautar o que a televisão vai mostrar. Na final do Paulistão, ele começa falando que o São Paulo não foi superior. Eu vi ele falando na coletiva. Depois no fim ele elogia, caindo em contradição. Ele reclama que mostraram a primeira parte, mas ninguém inventou. Ele falou aquilo”, completou sobre Abel Ferreira.

O técnico do Palmeiras desabafou durante a entrevista coletiva após uma semana conturbada. Depois da derrota para o São Paulo, Abel Ferreira disse que o Tricolor não mereceu a vitória e depois parabenizou o clube. O português alegou que a imprensa fez um corte problemático de sua fala.

“O que eu sinto é que o português de Portugal é diferente do português daqui. Depois da final, dei parabéns ao São Paulo, equipe técnica e jogadores. Mas ninguém passou isso. Cortaram e passaram. Acho que tenho que começar a falar mais devagar”, criticou.

“A declaração (sobre ser despedido) era dentro de um contexto. Nesse contexto, a pergunta foi feita se eu estava chateado com as críticas, com o futebol brasileiro, eu contextualizei e disse que sou grato ao futebol brasileiro, foi aqui que ganhei meus títulos, só tinha treinado clubes de média dimensão”, explicou Abel Ferreira.