Jogador importante do esporte europeu morre aos 32 anos; suspeita é overdose

Marek Troncinsky chegou a defender a seleção tcheca de hockey no gelo, mas conviveu com muitos problemas na vida pessoal

Mário André Monteiro
Jornalista com passagens por Portal iG, Fox Sports e Osasco Audax. Atualmente editor do Alemanha FC (http://www.alemanhafc.com.br). No Twitter: @alemao_mario e no Instagram: @marioalemao

Crédito: Reprodução TV

O esporte da República Tcheca está de luto após a morte de Marek Troncinsky, de apenas 32 anos de idade, considerado um dos principais jogadores de hockey no gelo do país europeu.

O atleta convivia com diversos problemas relacionados a drogas e uma overdose por entorpecentes – mais precisamente ecstasy – é a principal causa da sua morte, segundo as autoridades locais.

Além das drogas, Troncinsky também tinha vício por jogos de azar. Em entrevista recente ao portal tcheco “iSport.cz”, ele disparou: “Não sou um anjo, digo isso claramente. Mas, por outro lado, muitas coisas que são ditas sobre mim são muito exageradas”.

Carreira

Marek Troncinsky fez 16 partidas pela seleção de hockey no gelo da República Tcheca. O esporte é bastante difundido no país.

Mas ele poderia ter uma carreira muito mais vitoriosa. Alois Hadamczik, ex-técnico da seleção tcheca, falou sobre o jogador. “Marek era um atleta extremamente inteligente, mas simplesmente não tinha a atitude necessária”.

Suas inúmeras mudanças de clube também se deveram à falta de profissionalismo. Nos últimos 11 anos, Troncinsky defendeu oito times diferentes. Os excessos com drogas e álcool, além do vício em jogos, minaram sua carreira e sua vida.

Troncinsky deixa uma filha de seis anos de idade.

E MAIS

Morre o jornalista esportivo Paulo Stein, aos 73 anos, mais uma vítima da Covid-19

Talles Magno, Pato, Brenner, Ilsinho… veja quem são os brasileiros da MLS nos EUA

Com Covid, Kroos diz se sentir um pouco fraco, mas avisa: “Estarei pronto para Eurocopa”