Ex-goleiro da Alemanha, Lehman dispara mensagens racistas no WhatsApp e é demitido pelo Hertha

“Negro cumprindo cota”, escreveu Lehman para Dennis Aogo, ex-jogador do Hamburgo e comentarista de TV

Gabriel Neves
26 anos. Jornalista formado na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Passagens por Footstats e Placar Uol. Participante do podcast ''As Quatro Forças''.

Crédito: Imago/One Footbal

O ex-goleiro, Jens Lehmann, que construiu a carreira jogando pelo Arsenal e seleção da Alemanha, foi demitido da direção do Hertha Berlin, depois que uma mensagem de cunho racista no WhatsApp para o ex-jogador Dennis Aogo veio a público.

Aogo, ex-atleta do Hamburgo, e também com passagens pela seleção alemã, era jogador de meio-campo e recentemente firmou contrato com a Sky Sports para se tornar comentarista na emissora. O ex-jogador postou o print da ofensa em seu Instagram. No texto é visível a mensagem do ex-goleiro dizendo que ele ‘’é um negro cumprindo cota’’ na emissora.

‘’Uau, você está falando sério? Esta mensagem provavelmente não devia ser para mim’’, escreveu Aogo junto com o print da mensagem recebida de Lehman no WhatsApp.

Lehmann se desculpou com Aogo nas redes sociais logo depois:

‘’Uma mensagem privada enviada do meu telefone para Dennis Aogo deu uma impressão, pela qual me desculpei em uma conversa com Dennis. Como ex-jogador da seleção alemã, ele é muito experiente, tem uma grande presença e traz muita qualidade para a Sky’’, declarou o ex-goleiro, que trabalhava como consultor da direção do Hertha.

POSICIONAMENTO DO HERTHA BERLIM:

‘’Tais declarações de forma alguma correspondem aos valores pelos quais o Hertha defende e faz campanha ativamente. O Hertha se distancia de qualquer forma de racismo. Portanto, saudamos o passo dado pela Tennor Holding – disse o presidente do Hertha, Werner Gegenbauer, se referindo à empresa que prestava o serviço de consultoria dado por Lehman’’.

A Sky Sports, por sua vez, declarou apoio a Aogo e afirmou que nunca mais irá convidar Lehman para comentar em suas transmissões.

‘’Dennis Aogo é um colega muito estimado e um excelente analista, e estamos felizes por tê-lo em nossa equipe. Nós da Sky condenamos qualquer forma de racismo e não damos espaço ou plataforma para o racismo. Muitas vezes recebemos Jens Lehmann como convidado em nosso programa e estamos muito desapontados com seu comportamento. Não planejamos convidá-lo de volta às nossas transmissões”.

LEIA MAIS:

Na Inglaterra, clubes ligados à Superliga Europeia serão investigados pela Federação Inglesa de Futebol

Manchester United estaria disposto a pagar 90 milhões de libras por Harry Kane, diz jornal