Prefeitura nega pedido e final do Carioca não terá convidados das equipes

Ferj havia pedido 160 convites destinados a Flamengo e Fluminense; partida de ida teve confusão e punição aos clubes

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Facebook Oficial FERJ

O Campeonato Carioca terá sua partida final, neste sábado (20) com o Maracanã vazio em suas arquibancadas. Segundo o Globoesporte.com, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) teve o pedido para ter convidados de Flamengo e Fluminense negado pela Prefeitura carioca.

A intenção da entidade era conseguir um número limitado de entradas (160, com 80 para cada clube) para permitir a presença de pessoas dentro da final. Mas a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro negou o pedido se baseando nas restrições de presença de público em atividades públicas pelos órgãos públicos.

A negativa também se baseia em fatos da partida de ida, no último final de semana. A Ferj, sem pedir autorização ao governo, permitiu 150 convidados (foram contabilizados 148) para cada um dos clubes para assistir à primeira partida da decisão do Carioca, o Fla-Flu que terminou com empate por 1 a 1. E tal fato gerou confusões e até multa.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Na partida de ida da final do Carioca, houve discussões entre convidados do lado do Flamengo, que eram a maioria, e do Fluminense nas arquibancadas. Discussões estas que também ocorreram após a partida com Fred e o presidente tricolor, Mário Bittencourt, discutindo com flamenguistas convidados. Além de outros problemas na parte interna do estádio.

Por causa da presença de torcedores e de infrações aos códigos sanitários (como não necessidade de testes de Covid-19), a administração do Maracanã, que tem como ‘sócios’ os dois finalistas do estadual, recebeu multa de R$ 14.060,72 por ‘infração sanitária gravíssima’

LEIA MAIS

Time de Ronaldo na Espanha vive situação complicada e pode ser rebaixado na última rodada da La Liga