Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Em meio à pandemia, veja quanto seu time gastou com o departamento de futebol em 2020

Efeitos da pandemia motivaram um grande corte de gastos no futebol brasileiro

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Reprodução

Em pesquisa feita pela empresa “Sports Value“, os gastos dos principais clubes do Brasil com o departamento de futebol, em 2020, foram divulgados. Dessa forma, sem arrecadações importantes, como a bilheteria dos jogos, os times foram obrigados a cortar despesas e também realizar vendas de atletas, visando equilibrar as contas.

“O top-20 clubes procuraram reduzir os custos para se adequarem ao ‘Novo Normal’ mesmo assim, as receitas caíram muita acima do corte de custos. Muitos clubes conseguiram reduzir custos com salários e despesas administrativas, mas as transferências de jogadores geraram novos custos, que acabam impactando no custo total do futebol“, analisou o levantamento.

Mesmo com todas as reduções, o Flamengo aparece em primeiro lugar na lista. Somando todos os encargos para para o elenco profissional, além de comissão técnica e outros profissionais que trabalham no futebol do Rubro-Negro, a diretoria pagou R$ 562,7 milhões durante o ano passado. Em relação a 2019, houve uma redução de 9% no montante.

Além disso, Cruzeiro, Vasco e São Paulo apresentaram uma grande redução com os gastos provenientes do futebol. Já o Red Bull Bragantino, que vem investindo pesado em reforços, apesar da pandemia, teve uma alta de 281% em comparação com 2019.

Veja abaixo a lista completa.

  1. Flamengo: 562.7 milhões (variação de 9% em relação a 2019)
  2. Palmeiras: 519.7 milhões (variação de 2% em relação a 2019)
  3. Corinthians: 461.6 milhões (variação de 2% em relação a 2019)
  4. São Paulo: 332.2 milhões (variação de -22% em relação a 2019)
  5. Atlético-MG: 313.4 milhões (variação de 3% em relação a 2019)
  6. Santos: 312.3 milhões (variação de 14% em relação a 2019)
  7. Grêmio: 310.0 milhões (variação de 0% em relação a 2019)
  8. Internacional: 270.5 milhões (variação de -11% em relação a 2019)
  9. Cruzeiro: 249.8 milhões (variação de -43% em relação a 2019)
  10. Athletico-PR: 167.3 milhões (variação de -13% em relação a 2019)
  11. Fluminense: 158.2 milhões (variação de -15% em relação a 2019)
  12. Bahia: 135.0 milhões (variação de -1% em relação a 2019)
  13. Botafogo: 121.4 milhões (variação de 4% em relação a 2019)
  14. Red Bull Bragantino: 112.1 milhões (variação de 281% em relação a 2019)
  15. Vasco da Gama: 99.4 milhões (variação de -23% em relação a 2019)
  16. Ceará : 76.9 milhões (variação de 3% em relação a 2019)
  17. Coritiba: 68.3 milhões (variação de 49% em relação a 2019)
  18. Goiás: 58.2 milhões (variação de -2% em relação a 2019)
  19. Fortaleza: 56.4 milhões (variação de -19% em relação a 2019)
  20. Atlético-GO: 47.6 milhões (variação de 164% em relação a 2019)

LEIA MAIS

Mesmo com pandemia, CBF tem lucro milionário em 2020; veja valores