Expulso, Diniz não participa de coletiva após estreia com vitória no Santos

Treinador estreou no Peixe com vitória sobre o Boca Juniors nesta terça-feira (11) pela Libertadores

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Foto: Ivan Storti/Santos FC

Marcelo Fernandes voltou ao cargo de auxiliar técnico fixo do Santos com a chegada de Fernando Diniz. Mas a expulsão deste último já na estreia pelo Peixe diante do Boca Juniors o fez voltar a encarar a imprensa na coletiva.

E o auxiliar tratou de exaltar a postura do jovem elenco santista. Na visão de Marcelo, o time fez um grande trabalho ao conseguir o resultado (a vitória) que mantém as esperanças do Peixe vivas em busca da classificação. Isto aliado à goleada na rodada anterior diante do The Strongest, também na Vila Belmiro.

“Esses jogadores são de extrema valia. Tínhamos certeza de que esta maré irá virar. Infelizmente, tivemos os desfalques do Marinho e do Alison, mas a equipe é composta por grandes atletas. A chegada do Diniz agregou demais, chegou ontem (segunda). Nem 48 horas da última partida (contra o São Bento, pelo Paulistão) estamos jogando de novo”, disse o auxiliar.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

“Ontem ele chegou aqui e deu um treino onde nenhuma outra equipe treinaria, mas estes jogadores estão de parabéns por tudo que fizeram no CT. As ideias que foram implantadas. Agora é todo mundo junto para fazermos um grande ano. O Santos e essa molecada merecem”, finalizou.

Com as duas vitórias, o Alvinegro deixou uma situação complicada para poder sonhar com a classificação. E, mais uma vez, os Meninos da Vila acabaram sendo protagonistas num momento em que o time precisava muito.

“Não é qualquer garoto que pega essa sequência e dá conta do recado. O Santos sempre mostrou essa consistência na base, preparou bem essa molecada e eles não ‘pipocam’. Era um jogo de muita vontade e os jogadores entenderam isso. O Diniz deu uma força a mais para sermos mais do que vínhamos sendo. O importante é que o Santos só ganha com isso”, afirmou

LEIA MAIS

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

Santos encontra impasse em renovação de ‘herói’ de permanência no Paulistão

CBF define detalhes das 10 primeiras rodadas do Brasileirão; veja jogos transmitidos pela Globo