Tóquio é logo ali: há 30 dias dos Jogos Olímpicos, confira as 30 medalhas de ouro do Brasil

Apesar de iniciar no dia 21 de julho com o beisebol e o futebol, a cerimônia de abertura oficial dos Jogos Olímpicos de Tóquio ocorrerá no dia 23

Thiago Chaguri
Colaborador do Torcedores

Crédito: Mauro Pimentel/ESPN

Está chegando a hora: faltam apenas 30 dias para a cerimônia de abertura oficial dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Em referência a contagem regressiva, que entrou em sua reta final, o “Torcedores.com” traz à vocês as modalidades e todos os atletas que conquistaram as 30 medalhas de ouro do Brasil em 12 das 31 edições olímpicas realizadas.

Guilherme Paraense é o responsável pelo primeiro ouro brasileiro em Jogos Olímpicos, conquistado na modalidade pistola rápida de 25 metros. Na mesma edição, Antuérpia 1920, ganhou o primeiro bronze do país na modalidade pistola livre por equipes. Além de Guilherme, Afrânio da Costa, Sebastião Wolf, Fernando Soledade e Dario Barbosa integraram o time.

AS MODALIDADES

Na história, 11 modalidades levaram o Brasil ao topo olímpico. A vela é o esporte mais vencedor, com sete contribuições. Na sequência vem o atletismo e o vôlei, empatados com cinco medalhas. O judô faturou quatro ouros. O vôlei de praia conquistou mais três. Já o boxe, futebol, ginástica artística, hipismo, natação e tiro esportivo colaboraram com uma medalha de ouro cada.

OS BICAMPEÕES

Ser medalhista de ouro é um feito para ser lembrado para a eternidade. Principalmente por atletas brasileiros, onde há pouco investimento e incentivo à diversidade de prática de modalidades esportivas. Portanto, ser bicampeão olímpico é uma façanha ainda mais rara. Pelo Brasil, somente 13 atletas conquistaram o ouro duas vezes em Jogos Olímpicos.

NO SALTO TRIPLO, DOBRADINHA DE ADHEMAR FERREIRA DA SILVA

Adhemar Ferreira da Silva, considerado um dos maiores atletas olímpicos do país, foi o primeiro a entrar para este seleto hall. No salto triplo, levou o ouro em Helsinque 1952 e Melbourne 1956.

NO BERÇO DOS JOGOS OLÍMPICOS, MAIS CINCO ATLETAS ENTRARAM PARA O OLIMPO DO ESPORTE BRASILEIRO

Somente 48 anos depois, em Atenas 2004, o Brasil ampliou seu número de bicampeões olímpicos. A edição marcou a segunda vez em que o levantador Maurício e o atacante Giovane Gávio, ambos do vôlei, além de Robert Scheidt e a dupla Torben Grael e Marcelo Ferreira, da vela, subiram ao lugar mais alto do pódio.

DA “GERAÇÃO DE PRATA” À MÁQUINA DE OUROS

O vôlei é o esporte que mais possui bicampeões olímpicos, com nove atletas no total. Além dos já citados Maurício e Giovane, o líbero Serginho também passou a integrar a lista após os Jogos Olímpicos do Rio 2016.

E dentre os nove atletas da modalidade, seis são mulheres. Após faturar o ouro em Pequim 2008 e Londres 2012, Fabi Alvim, Fabiana Claudino, Jaqueline Carvalho, Paula Pequeno, Sheilla Castro e Thaisa Menezes fizeram história e cravaram seus nomes no esporte brasileiro.

Provando ser uma potência olímpica, o vôlei também possui o único brasileiro tricampeão olímpico. O técnico José Roberto Guimarães conduziu a seleção masculina em Barcelona 1992 e a feminina, em 2008 e 2012, à conquista do ouro.

Outro treinador que tem muita estrela em Jogos Olímpicos é Bernardinho. Em todas as edições que conduziu a seleção brasileira, foi medalhista. Em Atlanta 1996 e Sidney 2000, levou a seleção feminina ao bronze. Pelo masculino, faturou o ouro em 2004 e 2016, além da prata em 2008 e 2012 como treinador e em Los Angeles 1984 como jogador.

AS MEDALHAS

Adiante, confira todos os atletas e modalidades que levaram o nome do Brasil ao lugar mais alto do pódio em Jogos Olímpicos e deixaram sua marca na história:

ANTUÉRPIA (BÉLGICA) – 1920

Tiro Esportivo – pistola 25m: Guilherme Paraense

 

HELSINQUE (FINLÂNDIA) – 1952

Atletismo – salto triplo: Adhemar Ferreira da Silva

 

MELBOURNE (AUSTRÁLIA) – 1956

Atletismo – salto triplo: Adhemar Ferreira da Silva

 

MOSCOU (UNIÃO SOVIÉTICA) – 1980

Vela – classe tornado: Lars Bjorkström/Alexandre Welter

Vela – classe 470: Marcos Soares/Eduardo Penido

 

LOS ANGELES (EUA) – 1984

Atletismo – 800m rasos: Joaquim Cruz

 

SEUL (CORÉIA DO SUL) – 1988

Judô – categoria até 95kg: Aurélio Miguel

 

BARCELONA (ESPANHA) – 1992

Judô – categoria até 65kg: Rogério Sampaio

Vôlei masculino: Amauri, Carlão, Douglas, Giovani, Janelson, Jorge Edson, Marcelo Negrão, Maurício, Pampa, Paulão, Talmo e Tande

 

ATLANTA (EUA) – 1996

Vela – classe laser: Robert Scheidt

Vela – classe star: Marcelo Ferreira/Torben Grael

Vôlei de Praia – feminino: Jaqueline Silva/Sandra Pires

 

ATENAS (GRÉCIA) – 2004

Hipismo – saltos: Rodrigo Pessoa

Vela – classe laser: Robert Scheidt

Vela – classe star: Marcelo Ferreira/Torben Grael

Vôlei de Praia masculino: Ricardo Santos/Emanuel Rego

Vôlei masculino: Anderson, André Heller, André Nascimento, Dante, Giba, Giovane, Gustavo, Maurício, Nalbert, Ricardinho, Rodrigão e Serginho

 

PEQUIM (CHINA) – 2008

Atletismo – salto em distância: Maurren Maggi

Natação – 50m livre: Cesar Cielo

Vôlei feminino: Carol Albuquerque, Fabi, Fabiana, Fofão, Jaqueline, Mari, Paula Pequeno, Sassá, Sheilla, Thaisa, Valeskinha e Walewska

 

LONDRES (INGLATERRA) – 2012

Ginástica Artística – argolas: Arthur Zanetti

Judô – categoria até 48kg: Sarah Menezes

Vôlei feminino: Adenízia, Dani Lins, Fabi, Fabiana, Fernanda Garay, Fernandinha, Jaqueline, Natália, Paula Pequeno, Sheilla, Tandara e Thaisa

 

RIO DE JANEIRO (BRASIL) – 2016

Atletismo – salto com vara: Thiago Braz

Boxe – categoria até 60kg: Robson Conceição

Futebol masculino: Douglas Santos, Felipe Ânderson, Gabigol, Gabriel Jesus, Luan, Luan Garcia, Marquinhos, Neymar, Rafinha Alcântara, Renato Augusto, Rodrigo Caio, Rodrigo Dourado, Thiago Maia, Uílson, Wallace, Weverton, William e Zeca

Judô – categoria até 57kg: Rafaela Silva

Vela – Classe 49erFX: Martine Grael/Kahena Kunze

Vôlei de Praia masculino: Alison Cerutti/Bruno Schmidt

Vôlei masculino: Bruninho, Douglas Souza, Éder, Evandro, Lipe, Lucão, Lucarelli, Mauricio Borges, Maurício Souza, Serginho, Wallace e William

 

LEIA MAIS: 

Guilherme Paraense, o primeiro brasileiro medalhista de ouro olímpico

Na contagem regressiva de 36 dias para Tóquio, veja as 36 medalhas olímpicas de prata do Brasil

Olimpíadas: Há 63 dias do evento, confira todas as 63 medalhas de bronze conquistadas pelo Brasil

Jogos Olímpicos: onde acontecerão as próximas edições?