Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

França vence amistoso, Benzema sente e é substituído

A França venceu a Bulgária pelo placar de 3 x 0, o amistoso teve Benzema sendo substituído com dores na perna direita

Wagner Moreira
Formado em audiovisual, jornalista e analista de mídia

Crédito: Divulgação/ Seleção da França

A França realizou nesta terça-feira(08/06), mais um amistoso de preparação para a Eurocopa, competição que terá inicio na próxima sexta-feira(11/06).

O técnico Didier Deschamps, não quis fazer muitas experiências e mandou a campo o time que provavelmente estará na estreia da Euro contra a Alemanha.

Com a volta de N’Golo Kanté, a França parece ter apenas um lugar em disputa na equipe, Tolisso foi titular no lugar de Rabiot que jogou contra País de Gales.

FRANÇA: Lloris; Pavard, Kimpembe, Varane, Lucas Hernández; Pogba, Kanté, Tolisso; Griezmann; Mbappé, Benzema

Do outro lado, a Bulgária usa os amistosos para melhorar a equipe que não se classificou para Eurocopa e precisa de evolução para buscar classificação para Copa do Mundo de 2022.

BULGARIA: Naumov, Bozhikov, Antov, Hristov, Turitsov, I.Iliev, Kraev, Yankov, Chochev, Despodov, A.Iliev.

Jogando no Stade de France, para 5 mil convidados, a França se impôs com intensa movimentação do trio Benzema, Griezmann e Mbappé, enquanto a Bulgária se fechava.

O gol só veio aos 28, Griezmann de meia-bicicleta, após jogada individual de Mbappé.

Porém o lance ficou em segundo plano, Benzema sentiu contusão na perna direita e precisou ser substituído. O jogador que acaba de voltar de longa ausência parecia muito preocupado com a situação, Giroud entrou em seu lugar.

2ºtempo

Na França, Digne foi a campo no lugar de Lucas Hernández, já na volta do intervalo.

O jogo voltou mais morno e com poucas chances, a Bulgária tentou algo diferente com 4 novos jogadores ainda nos primeiros minutos, mas pouco mudou, a França ainda era mais perigosa nas puxadas de Kanté que encontrava a defesa adversária um pouco mais aberta.

Dembélé e Lemar entraram no lugar de Kanté e Griezmann, o volume de chances aumentou, mas muitos erros de finalização atrapalhavam a França ampliar, enquanto a Bulgária só esperava o jogo acabar.

Aos 37, quando parecia que nada mais aconteceria, Giroud antecipou a zaga e marcou o segundo da seleção francesa, aos 44, ele de novo, Giroud marcou seu 46º gol com a camisa da França após jogada de Ben Yedder, o atacante se aproxima cada vez mais de se tornar o maior artilheiro da história da seleção, atualmente Thierry Henry, com 51 gols, lidera o ranking.

LEIA MAIS

COM GOLAÇOS DE ARANA E PEDRO, SELEÇÃO OLÍMPICA DERROTA A SÉRVIA; VEJA OS GOLS

MERCADO DA BOLA: REAL MADRID COGITA OFERECER QUANTIA MILIONÁRIA E ZAGUEIRO POR MBAPPÉ