Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

NHL anuncia vencedores dos prêmios da temporada 2020/2021

Connor McDavid leva principais prêmios da temporada

Thais May Carvalho
Colaborador do Torcedores

Crédito: Imagem: Divulgação NHL

Na noite de terça-feira (29), em cerimônia feita de forma remota, a NHL anunciou os vencedores dos prêmios da temporada de 2020/2021.

O grande vencedor da noite foi Connor McDavid, do Edmonton Oilers. Ele levou, pela segunda vez na carreira, o troféu Hart (equivalente ao MVP), recebendo 100% dos votos. Ele é apenas o segundo jogador da NHL a receber todos os votos do prêmio – o outro foi nada menos do que Wayne Gretzky, em 1982. Além disso, McDavid também conquistou o Ted Lindsay Award, que é dado pela associação de atletas da liga ao jogador destaque.

Durante a temporada, o capitão dos Oilers marcou 105 pontos (21 a mais do que o segundo colocado), liderando a NHL em assistências, pontos no cinco contra cinco e no power-play. Ele também foi o segundo em gols marcados e em gols decisivos. Com isso, McDavid liderou o time ao segundo lugar da divisão norte.

O Vezina, dado ao melhor goleiro, ficou com Marc-Andre Fleury, do Vegas Golden Knights. Mesmo tendo uma carreira digna de Hall da Fama, essa é a primeira vez que o veterano de 36 anos ganha o prêmio. Durante a última temporada, ele teve 26 vitórias e 10 derrotas. Dentre os goleiros da liga, ele foi o terceiro que mais venceu jogos, em número de shutouts (com seis), em porcentagem de defesas (.928) e em média de gols sofridos por partida (1.98).

Já o prêmio James Norris, de melhor defensor, foi dado para Adam Fox, do New York Rangers. Ele foi o segundo maior pontuador entre os atletas da defesa, com cinco gols e 42 assistências. Fox também ficou em sétimo lugar em média de tempo jogado e foi o terceiro da liga em takeaways. Com a conquista, Adam Fox é o segundo jogador da NHL a receber o James Norris Award nos seus primeiros dois anos na liga – o outro foi o lendário Bobby Orr, em 1968.

O prêmio Calder Trophy ficou por conta de Kirill Kaprizov, do Minnesota Wild. Ele foi o número um entre todos os calouros da NHL em pontos, gols, gols no power-play e tentativas de disparo ao gol.Kaprizov foi o melhor jogador do Wild na temporada, liderando a equipe em todos os quesitos de pontos, e não à toa se tornou o primeiro atleta do time a vencer o Calder Trophy.

Rod Brind’Amour levou o prêmio Jack Adams, dado ao melhor treinador do ano. O técnico do Carolina Hurricanes levou o time ao seu primeiro título de divisão desde 2005/2006, quando, coincidentemente, ele era o capitão da equipe. Durante a última temporada, os Hurricanes ficaram entre as três melhores marcas nas estatísticas do power-play e do penalty-kill. Carolina também teve a quarta melhor defesa em pontos cedidos e ficou entre os 10 melhores ataques da liga.

Entre os outros prêmios da noite, Lou Lamoriell, dos Islanders, ficou com o título de melhor general manager da temporada; Aleksander Barkov, dos Panthers, levou o prêmio de melhor atacante na defesa; o Lady Byng, título que leva em consideração o espírito esportivo, a conduta cavalheiresca e a habilidade ficou com Jaccob Slavin, dos Hurricanes; Oskar Lindblom, que foi diagnosticado com câncer em 2019 e que atuou em 50 partidas pelos Flyers na última temporada, levou o Bill Masterton Trophy, que exemplifica o jogador com as melhores qualidades de perseverança, espírito esportivo e dedicação ao hóquei; por suas boas ações fora do gelo, Pekka Rinne, dos Predators, ficou com o King Clancy; por fim, Patrice Bergeron, dos Bruins, levou o Mark Messier NHL Leadership Award por sua postura de liderança dentro e fora do ringue.

Leia Mais

McDavid leva Troféu Art Ross, Matthews fica com Maurice “Rocket” Richard

Confira como foi a loteria do draft da NHL