WSL cancela etapa de Saquarema, no Brasil

Etapa no Rio de Janeiro só deve retornar em 2022

Thais May Carvalho
Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Damien Poullenot/WSL e Poullenot SOCIAL

Na tarde desta quinta-feira (10), a WSL anunciou o cancelamento da etapa no Brasil. Ainda durante a perna na Austrália, em maio, a liga anunciou mudanças para a segunda metade de 2021, e Saquarema estava nos planos da entidade. 

Inicialmente, mesmo com a pandemia, a ideia era realizar o campeonato, mas sem a presença do público ou de pessoas de fora da WSL, como membros da imprensa. No entanto, com a data da competição se aproximando (ela aconteceria no meio de agosto), a liga avaliou que a situação da COVID-19 no país ainda não está sob controle, e, para proteger o seu staff, os atletas e a comunidade local, eles optaram por não fazer a etapa brasileira.

Segundo o comunicado da entidade, o Brasil deve retornar ao calendário de 2022. O CEO da WSL, Erik Logan, também afirmou que, mesmo com os desafios impostos, eles estão orgulhosos de conseguir fazer um tour global neste ano.

Com a saída de Saquarema, o calendário sofreu mais algumas mudanças. A próxima etapa se manteve no Surf Ranch, na Califórnia, entre os dias 18 e 20 de junho. Porém, o México foi adiado de julho para o período entre 10 e 20 de agosto. Com isso, os surfistas que vão participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio terão uma janela mais tranquila para viajar e cumprir os protocolos de segurança.

As duas últimas etapas serão a do Tahiti, que foi adiada em dois dias, e acontecerá entre 24 de agosto e 3 de setembro, e a grande final em Trestles, na Califórnia, que agora terá uma janela com um dia a menos, estando programada entre 9 e 17 de setembro.