Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

“Veteranos”, Busquets e Alba lideram Espanha às semis da Euro

Mais velhos jogadores da equipe, dupla do Barcelona tem sido decisiva na campanha da Fúria na Euro

Lucas Ayres
Colaborador do Torcedores

Crédito: Kirill Kudryavstev - Pool/ Getty Images

Ao mesmo tempo que compete em alto nível na Eurocopa 2020, a Espanha vive uma renovação em sua equipe. Na campanha que levou a seleção às semis do torneio, jovens como Pedri, Pau Torres e Ferrán Torres fizeram parte da espinha dorsal da equipe. Junto deles, dois “veteranos”: Busquets e Alba.

Com 32 anos, ambos são os mais velhos jogadores da Fúria, que tem média de idade de 26,6 anos. E foram fundamentais para o crescimento dos espanhóis da competição, que empataram seus dois primeiros jogos e marcando somente um gol na sequência.

Foi somente a partir da entrada de Busquets, que estava afastado por conta do protocolo contra a covid-19, que a Espanha deslanchou na competição. Titular na terceira rodada da fase de grupos, o volante regeu a goleada espanhola sobre a Eslováquia, por 5 a 0.

Alba, que já era o titular no início da campanha, cresceu de produção ao lado do colega de Barcelona. Tanto que deu a assistência para o terceiro gol da partida contra os eslovacos, marcado por Pablo Sarabia. O lateral, ainda assim, perdeu a vaga entre os 11 para Gayá, nas oitavas contra a Croácia.

Sua entrada na partida, aos 33 minutos do segundo tempo, mostrou o porquê do seu “chá de banco”. Menos de dez minutos depois da substituição, a Croácia diminuiu; cinco minutos depois, empatou. A partida foi para a prorrogação, e o resto é história.

Busquets e Alba: fundamentais para a vitória nas quartas

Alba pôde se redimir na partida seguinte, das quartas de final, contra a Suíça. O fez em menos de dez minutos: aos 8 da primeira etapa, aproveitou o rebote de um escanteio e soltou o pé. A bola desviou na defesa e entrou. Por alguns minutos, era dele o gol que dava a vitória à Espanha. Com a confirmação do gol contra, ele ficou, pelo menos, com a assistência.

Busquets, enquanto isso, seguiu magistral no meio de campo, apesar da cobrança desperdiçada na disputada de pênaltis. Depois da partida contra a Suíça, chegou às média de 97 toques, 2.7 interceptações, 2.3 desarmes e 1 roubada de bola por partida. Os dados são do site SofaScore, que lhe deu a nota de 7,6 para a partida; Alba ficou com 7,8.

Dá para dizer que um maior sucesso da Espanha na Eurocopa 2020 passa, muito, pelos pés da dupla que, vale lembrar, foi titular na campanha do título da edição de 2012.

LEIA MAIS

Messi sem contrato: qual o futuro do craque? Confira possíveis destinos

Euro: com CR7 fora, confira quem segue na briga pela artilharia

Carrasco da França comemorou gol em português: “Vamos, c…”